sábado, 6 de julho de 2013

Meu marido não me faz feliz!



Bom dia!!!

É uma delícia acordar com o cheirinho do meu bebê (01 ano), me beijando e abraçando. Aperto tantooo!

Sábado frio, de céu azul em Brasília.

Maridão saiu cedinho para o seu plantão.

Queridos, estou aqui para, mais uma vez, expor minha opinião sobre relacionar-se com um adicto.

Algumas pessoas (esmagadora minoria), vez ou outra, deixam comentários aqui dizendo que este blog é uma enganação, que não posso ser feliz de verdade sendo casada com um dependente químico, resumindo, que estou aqui “vendendo ilusões”.

Graças a Deus, tenho minha consciência muito tranqüila. Afinal, nunca estimulei relacionamentos com adictos, exatamente por sentir na pele a dificuldade que é. Nunca disse a uma namorada ou noiva: “case-se, que vai dar tudo certo!” Ou a uma esposa infeliz: “não se separe, que tudo vai melhorar!” Nunca fiz isso. E isso seria uma irresponsabilidade sem tamanho!

Meu trabalho é muito sério e verdadeiro. Por isso exijo respeito.

Quando estou mal, digo que estou mal. Nunca escondi uma recaída do meu esposo ou disse que estava tudo bem, quando não estava.

Já leu o blog inteiro? Já leu meus dois livros? Certamente ao lê-los verá que nunca afirmei que minha vida ao lado do meu esposo é perfeita, ou mesmo fácil.

Ok, ok. O que alguns desejam ouvir é o seguinte: meu esposo adicto não me faz feliz. Então, hoje afirmo isso pra vocês: “meu esposo adicto não me faz feliz!” Isso mesmo, ele não me faz feliz. Aliás, ele não me completa.

Sabem por quê?

Porque minha felicidade é responsabilidade somente minha! E eu sou feliz, independente dele.

Hoje, não espero que ele ou qualquer outra pessoa me faça feliz, porque sou feliz. Não preciso que ele me complete, porque me sinto inteira.

Ele não me completa, mas me acrescenta, e muito! Ele é meu parceiro! Temos cumplicidade, harmonia e química! Ele é o profissional de Enfermagem mais atencioso e carinhoso que já conheci! Um profissional exemplar! Um homem trabalhador! Ele me respeita! Respeita aos meus filhos, e os educa! Ele é um homem honesto! Digno! E, sobretudo, amo a companhia dele!

No passado, eu achava que era a responsável pela felicidade dele, e por sua recuperação. E, por outro lado, pensava que minha felicidade estava nas mãos dele. Enquanto vivi assim, não deu certo. Ao menos pra mim, não deu certo.

Hoje, ele é responsável pela recuperação dele. E eu sou responsável pela minha vida. E, juntos, somos responsáveis pela nossa família e lar.

Se tenho uma vida perfeita ou fácil? Não, não tenho.

Dói muito quando ele recai. Uma dor funda que só quem já sentiu, entende. Em alguns dias, tenho medo que ele recaia. Por vezes assumo muitas responsabilidades, para não facilitar uma recaída, ou para não expor nossos bens a riscos. Alguns dias, me sinto cansada.

Essas precauções, aprendi no grupo de apoio. Onde também aprendi a dizer “não” a ele, quando necessário. Aprendi a impor limites. Aprendi muitas coisas na teoria, e tenho, a cada dia, tentado praticar. E, uma delas, é o desligamento.

Ele é um adicto. Sabe o que isso significa? Eu sei. Ao menos na teoria. Ele tem uma doença. Seu cérebro não é como o meu. Ele tem dificuldades emocionais e psicológicas. O organismo dele “pede” pela droga. Então, obviamente, alguns dos nossos dias são muito difíceis sim!

Mas, ele não se acomoda por ter essa doença!

Ele tem lutado! Ele é um homem trabalhador! Um pai de família! O coração dele é gigante!

Sabe o que é chegar no ambiente de trabalho do seu esposo e todo mundo vir te cumprimentar, dizendo: “puxa, enfim conheci a famosa Poly! Ele só fala de você e dos filhos o tempo inteiro!”

Pra mim, isso vale muito!

Alias, admiro muito ao meu esposo e o amo!

Portanto, quem acha que ele é inferior, nem perca seu tempo deixando comentários. Porque ele não é! E se ele tem o meu amor, é porque o merece!

Aliás, esse espaço aqui é pra quem AMA dependentes químicos. Se você os odeia, discrimina, julga, ou coisa parecida, certamente não gostará do que vai ler aqui.

Ah, e pra concluir, estar com meu esposo não tem nada a ver com falta de amor próprio. Simplesmente o amo, na mesma medida que me amo! Estou com ele, não por ele, não pelo bem que faço a ele, mas por mim, por minha escolha, e pelo bem que ele me faz.

É fácil essa escolha? Não!

Mas, sou feliz com ela! Simples assim.

Se você olha para a minha vida, e vê um copo que está vazio pela metade, eu olho e vejo um copo cheio até a metade!

Abraços a todos.

Bom sábado!



168 comentários:

  1. Minha querida depois Q passei ver o seu blog tudo melhorou.Passei a ver meu adicto de outra forma.Essas pessoas ñ conhesem nada sobre a programa.Estou aprendendo a ver meu filho com carinho e respeito. Continue Poly, obrigada Bjosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CONCORDO COM VC ANÔNIMO...RSRSRS... POIS O BLOG DA POLLY FOI O PRIMEIRO QUE CONHECI,E CONHECI NUM DIA QUE EU ESTAVA COM MINHAS COISAS TODAS ENCAIXOTADAS, E MEU MARIDO SABE LÁ AONDE.... LI TODOS OS POSTS DELA, E CONTINUO LENDO, DESFIZ AS MALAS E ESPEREI MEU MARIDO CHEGAR, E NÃO ME ARREPENDO, HJ SOU FELIZ PELA ESCOLHA QUE FIZ....

      Excluir
    2. Queridas, fico muito feliz por saber que estou conseguindo passar adiante a mensagem que um dia recebi. Estamos juntas! Grande beijo!

      Excluir
    3. Oi Poly! Boa tarde!
      Hoje descobri que meu marido é um dependente de cocaína. Não sei mais se o amo. Não por isso, mas porque desde um tempo pra cá, venho percebendo que o comportamento dele mudou muito. Temos um filho de 2 anos e tenho um (de outro casamento) de 14 anos. Os dois sofrem com o comportamento dele comigo, a cada briga que temos. Inclusive, ele não demonstra muito carinho pelo meu filho mais velho. Isso é o que mais pesa na minha decisão de o deixar. Quando brigamos, se mostra muito agressivo, sem limites no que diz e no que faz. E meus filhos já presenciaram isso. Ate já me agrediu fisicamente. Já conversei muito, até tentei uma terapia familiar, mas ele não aceita de jeito algum. Por estes motivos, acho que meu amor por ele ficou prejudicado. Hoje descobri isso, que me deixou muito triste, mas não me surpreendeu. Diante do fato dele ser uma pessoa agressiva e sem limites, tenho medo de contar que soube (de fonte muito segura). O que de fato penso é em me separar. Mas tenho medo. Por favor, me ajude a passar por isso. Não quero magoar meus filhos, eles estão em primeiro lugar.

      Excluir
    4. Meu nome e thainara tenho um casal 1 e 2 anos. Meu marido tenta parar mas nao consegue . Sempre ele diz que vai parar que nao quer isso pra ele. Mas nunca para agente vive brigando esses dias quase voltei pra casa da mh mae. Nao to aguentando mais .ele melhorou bastante antes vivia nas ruas usando agora usa apenas em casa depois qe dormimos. Eu nao to aguentando mais brigar cm ele por isso ajudem .

      Excluir
    5. THAINARA, MEU NOIVO TAMBÉM UTILIZA A DROGA APÓS EU DORMIR, GRAÇAS A DEUS NÃO É DE USAR NA RUA, ATÉ QUE EU SAIBA, MAS É UMA SENSAÇÃO PESSIMA QUANDO ACORDO OU ELE MESMO ME ACORDA APOS TER USADO PENSANDO QUE EU NÃO VOU PERCEBER.

      Excluir
    6. Muito difícil viver com eles porque são manipuladores. Por mais que amamos eles , eles não se amam. Estou cansada o meu é viciado em crack e está destruindo os pais e a mim pq menti dissimulamente. Na verdade parece amar a pedra. Desculpas tem de monte. Cansada demais. Está ficando totalmente insano. Pra dizer a verdade ninguém merece se relacionar com um dependente químico mas como entramos nessa sem saber e depois como amamos é muito difícil a vida a dois.

      Excluir
    7. Preciso de ajuda, amo um adicto, mas não suporto mais suas crises que de Janeiro pra cá são muitas, SOCORRO!!!

      Excluir
  2. Oi Polly! Não sei se vc se lembra de mim... eu sou uma adicta que namorava um adicto, eu limpa e ele recaído... Seu blog me ajudou muito na época a me desligar dele..
    É isso mesmo que vc escreveu! Ele tem que te acrescentar e não ser a sua felicidade!
    Beijoss

    Ah outra coisa, tenho uma amiga que é casado com um adicto, porém, na cidade dela não existe nar anon... e ela está precisando mto... vc conhece algum online? beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que me lembro de você, Olívia! Tudo bem? Diga para a sua amiga me add no facebook (fb/polyannaamandoumdq), que add ela em um grupo virtual. Bjão!

      Excluir
    2. Eu estou bem e vejo que vc também! Gosto muito do que eu leio aqui! Estou limpa a 1 ano, 1 mês e 3 dias! hehehe
      Torço também muito pelo o seu marido! Espero que ele continue limpo!!! beijos!

      Excluir
    3. Por favor, todo mundo precisa ler este
      Algum tempo coisas que você não acredita que pode apenas acontecer.
      Meu nome é Sra graça tessy de E.U.A tenho 29 anos de idade em que me casei
      com a idade de 26 i têm apenas um filho e eu vivia feliz .Após três
      ano do meu casamento meu comportamento marido se tornou tão estranho e eu não
      realmente entender o que estava acontecendo, ele embalado para fora da casa para outra
      mulher que eu amo-o tanto que eu nunca sonho de perdê-lo, eu tento o meu
      melhor possível para ter certeza de que o meu marido voltar para mim, mas todos sem
      adiantou eu choro e choro busca de ajuda discuti-lo com o meu melhor amigo
      e ela prometer me ajudar de um lançador de magias espiritual chamada solução dr, ele
      é um grande homem e um homem real que pode ser confiável e não há nada
      sobre questões de amor que ele não pode fazer isso é por isso que eles chamam de grande
      médico. Entrei em contato com o seu endereço de e-mail para (
      drsolution1@hotmail.com) E eu disse-lhe tudo o que
      acontecer tudo o que ele me disse é que eu não deveria preocupar-se que todos os meus problemas vão
      ser resolvido imediatamente. Ele me disse o que fazer para obter o meu marido de volta e eu
      fez, ele disse depois de 3 dias meu marido vai voltar para mim e início
      implorando, isso realmente acontecer eu fiquei muito surpresa e muito, muito feliz nossa
      relacionamento é muito apertado e que ambos vivem felizes novamente.
      Então, meus amigos, se você tiver quaisquer problemas e você precisar da ajuda de um feitiço verdadeiro
      caster por favor, tente entrar em contato com esse mesmo endereço de e-mail (
      drsolution1@hotmail.com

      HE corrigir os problemas a seguir para ALL
      Em todo o mundo ON:
      1. Começar seu amante ou marido de volta
      2. prova de balas Espiritual
      3. Formação
      feitiço 4. Dinheiro
      5. feitiço longa vida
      6. Prosperidade feitiço
      feitiço 7. Protecção
      8. Obter um feitiço trabalho
      9. Tornando-se um feitiço gerente
      10. Obter um enorme empréstimo sem pagar qualquer taxa de feitiço
      11. Obter seu dinheiro de volta golpe
      12. feitiço Criança
      feitiço 13. Gravidez
      feitiço 14. Liberdade
      15. Love Spell
      16, feitiço de desaparecimento
      17. feitiço humana invisível
      18. O sucesso ou o feitiço passe
      feitiço 19. Casamento
      20. feitiço Avenging
      feitiço 21. popularidade
      feitiço 22. Killing
      23. feitiço Cancer
      drsolution1@hotmail.com e
      visite http://drsolution.webs.com/

      Excluir
  3. Ola,Poly deixo aqui meu comentario,essas pessoas que escrevem certas coisas nao sabem nada sobre dependencia nem sobre codependencia,nao conhece ,nao entenden e nem querem entender,estao afim simplesmente,de criticar de julgar,acho que vc nem precisa se justificar,somente vc sabe a sua historia,somente vc vive com seu amor que escolheu,e atraves da sua escolha,vc ajudou outras pessoas,e ajuda muitooo,tem pessoas que no seu lugar sentaria e ficava simplesmente a lamentar mas vc nao,vc mostrou com a sua historia que e possivel sim ser feliz com um dependente,pois e exatamente isso que muita gente nao entende,nao e a dependencia que forma ninguem seu carater,seu amor seu proficionalismo,nao e a droga que faz isso ,infelizmente em algum lugar essa pessoa entrou nesse caminho,talvez por motivos diferentes,ou por "N" coisas nao sabemos,mas olhamos neles e podemos afirmar que muitos se arrependerao e querem sair,outros lutam ,dia apos dia pela sua recuperaçao,e todas as pessoas independente de ter ou nao um dependente no seu meio ,ele tem que ser feliz por si so,ninguem tem que completar ninguem,casamento e uma uniao uma soma, nao e um so ,sao 2 seres diferentes,que buscam uma parceria de vida,casamento nao e esperar que tudo depende do outro pra te fazer feliz,a felicidade "MORA dentro de cada um",e buscar sim para nos completar porem nao viver em funçao de ninguem ,afinal e a sua "VIDA",que tem um começo um meio e um fim,vc pode fazer as suas escolhas,e ser feliz SIM.Acho que tem pessoas que nem sabe ou nunca sequer teve contato com um dependente,porem passa por uma vida de sofrimento,sofrimento interior,sofre pois o marido,nao da o amor que ela deseja,gente tem tanta gente que nao e feliz por tantas coisas,porque a felicidade tambem e uma escolha,eu escolho que apesar de ter um filho com problema de dependencia,e ter vivido durante muitos anos com meu ex que tambem era dependente,eu escolho todos os dias ser feliz,isso eu posso escolher,com dinheiro sem ele, com saude ou sem ela,com dependencia ou sem dependencia,eu decidi na minha vida que "EU" quero e vou ser feliz,as pessoas buscam felicidades em tudo menos dentro delas mesmas,quando temos Jesus e o seu amor nada,mais nada,nos falta tudo e preenchido em nos,essas felicidade ,nao tem preço,tudo se torna pequeno,pois ele move nosso interior trazendo a paz a alegria,e felicidade anda junto,ninguem todo dia acorda e diz hoje vou ser feliz,hoje eu vou ser triste,nao vivemos e sabemos que todos os dias estamos,aqui para ser feliz sim,VC decide QUER SER FELIZ POR SI OU QUER DEIXAR ISSO PARA OUTRA PESSOA FAZER POR VC".EU e acho que vc tambem decidiu minha amiga ser feliz um grande abraço.Joseane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida, você estava sumida... Tudo bem? Como vai o filhão? Obrigada por suas palavras. Certamente, sem fé, tudo se torna muito mais difícil, ou talvez até impossível. Grande beijo. Bom domingo! :)

      Excluir
  4. Acho que todo mundo que lê esse blog vem porque está interessado em saber mais sobre o assunto, sabe que dependência quimica é uma doença e, portanto, requer tratamento, pelo menos eu sei.

    Não acho que nenhum dependente é inferior, não os odeio nem discrimino. Meu questionamento no outro post não era sobre o seu marido, se ele é bom ou ruim, se é bom profissional ou não, mas sobre limites, sobre até onde um familiar pode e deve ir.

    Mas isso é uma escolha pessoal, cada um tem o seu limite, não é? Se voce nao está passando por cima dos seus reais sentimentos, se se resguarda para não depender dele para nada, se consegue ser feliz apesar dos inúmeros " se isso, se aquilo", apesar do desespero, das mágoas, da insegurança, da desconfiança, então seja feliz e boa sorte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendi... Pois é, meu blog não fala em nenhum momento sobre passar por cima dos próprios limites, ao contrário, fala sobre estabelecer limites... Visite uma sala do Nar-Anon ou Amor-Exigente, e entenderá melhor o que tento passar às famílias que estão sofrendo e sem esperança. Obrigada pela preocupação.

      Excluir
    2. Boa noite,
      Concordo com a amiga por isso estou aqui para pedir. Ajuda pela primeira vez li esse blog e me identifiquem. Muito com muitos comentários. E cheguei aqui exatamente procurando informacapo.

      Bom No sei se o meu marido é um depende pois usa de vez enquando, cocaína.
      O problema é q não sei como lidar com isso, estamos juntos a 6 anos e nunca aceitei q ele usasse. Mais na vdd QM sou eu p aceitar ne MSM? Porem venho sofrendo muito cada vez q ele bebe já esfria meu coração por saber q a bebida puxa a cocaína. Ele é cara super bacana companheiro mais ultimamente Estamos brigando demais e. Talvez a culpa seja minha q não sei agir. E ao veia de ajuda acabo fazendo ele usar ainda mais.
      Também gostaria de fazer esse desapego mais não sei como, uma hora de atraso são dez ligações em vão pq qnd ele esta assim não me da a minima.... Peco que me ajudem por favor!

      Excluir
    3. Gostaria de mais informações estou perdida

      Excluir
    4. Preciso de ajuda amigos estou destruindo minha vida só pq meu marido usa cocaína as vezes.
      Vendo esses comentários me sinto ate envergonhada, mais não sei lida com td isso e fico muito nervosa. Furiosa na verdade.
      Mas o amo e quero ajuda_lo e brigar não esta resolvendo nd

      Excluir
    5. Sou noiva de um DQ em recuperação ele conseguiu ficar longe por um ano e dez meses ate recair de novo .. foram 4 recaidas no total e a cada recaida eu sofria muito. Procurei entender o que é co dependencia e aprender mais sobre isso pq nao é facil amar um alguem que é usuario a gente se acaba muito junto com eles e sofre por igual. A ultima recaida dele nao me abalou tanto mais, nao caiu uma lagrima dos meus olhos. O que temos que aprender é que a culpa nao é nossa se eles vao atras das drogas! A escolha é deles, assim como nos temos as nossas. Porem sao eles quem tem que querer mudar, parar e se tratar, nao basta a gente querer que eles mudem tem que partir deles essa vontade. E sobre nos co dependentes, temos que nos tratar tambem pois tambem somos doentes. Hoje fazem exatamente 1 mes e 11 dias que meu noivo, ta limpo e nesse tempo ele aprendeu a desabafar comigo e nao esconder mais nada e sim estamos os dois procurando ajuda e com fé em Deus que só por hoje ele esta limpo e eu estou em paz comigo mesma. Muita fé aos nos DQs.

      Excluir
    6. Eu me identifiquei tanto com isso. Com o post, com o blog, e principalmente te com esses comentários aqui. Meu marido usa cocaína as vezes. E se não tá em casa agora. Saiu pra usar,e eu tô em desespero desde que cheguei da aula. Não sei o que fazer.

      Excluir
  5. Oi Polly sou casada a 30 anos com um dependente quimico do alcool. de fato não é facil mas estar casada é uma escolha que fiz e é uma decisão só minha. Amo muito meu esposo e por isso só por hoje continuo ao lado dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida! Que bonito, um casamento de 30 anos! E você, tem se cuidado direitinho? Os grupos de apoio ajudam muito... Grande beijo!

      Excluir
    2. Oi Poly,é a primeira vez que leio seu blog e estou um pouco perdida,mas estou infeliz,meu marido usa cocaína de vez em quando é isso me faz muito mal,somos cristãos e parece que estou vivendo uma mentira,sei que o amo e que é um homem bom,que mesmo usando nunca ficou agressivo,mas tenho muito medo do futuro. Tenho vergonha disso tudo,me desculpe,mas morro de medo de alguém saber.Na verdade não sei o que fazer,só te peço uma luz.

      Excluir
    3. Mulher de Deus. Tô na mesma situação q Vc. Igual igual. O problema é q descobri ontem e estou grávida de 6 meses. Meu mundo desabou. E ele não demonstra querer ajuda nem parar. Só pediu pra eu orar por ele. Não sei o q fazer

      Excluir
  6. E sobre as crianças? Elas tambêm tem acompanhamento para saber lidar com o estresse, os desapontamentos e os traumas que a dependência química do pai causa? Pergunto isso porque a dependência química afeta a família como um todo. Enquanto são pequenos dá até pra disfarçar, mas toda criança cresce e começa a enxergar as coisas com os próprios olhos. Como proporcionar um desenvolvimento emocional e comportamental, além de estabilidade para a criança que vive essa situação com algum familiar tão próximo? Se pesquisarem um pouco verão que filhos de dependentes químicos têm um risco aumentado para o desenvolvimento da dependência química e estão mais suscetíveis a transtornos psiquiátricos também, quando comparados com outras crianças.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca fale mal do pai para os filhos, isso os deixa muito confusos e inseguros. Sugiro que nunca minta para os filhos, afinal, é uma doença, não uma vergonha. Claro que a verdade sobre a adicção deve ser contada de acordo com a idade da criança. Sei sim que a probabilidade de filhos de adictos serem adictos é maior. Mas, além do fator genético, tem o fator ambiente e personalidade. Sou filha de adicto, e eu e minha irmã não somos adictas. Meu esposo não é filho de adicto, e é adicto, portanto, não é uma regra. Além disso, acredito que a maior preocupação das mães deve ser a de se tratar, se cuidar psicologicamente, para educar bem os filhos, e para saber lidar com essa doença do pai deles. Afinal, mesmo com a separação, eles não deixarão de ser filhos do adicto. Me preocupa também porque muitas mães são depressivas, estando junto e/ou separadas do adicto, e isso sim é muito prejudicial aos filhos, aumentando a probabilidade dos mesmos se envolverem com drogas. Minha filha mais velha (13) sabe da doença do padastro, ela o respeita e ama, sofreu sim quando ele não estava bem, mas encarou com naturalidade a internação. Acho que depende muito da forma como a mãe reage diante das situações. Meus pequenos, ainda não entendem direito, mas se um dia precisarem, levarei sim para um acompanhamento psicológico, pois garanto que para mim, a felicidade deles está sobre qualquer outra prioridade. Existe a sala do Amor-Exigente pra crianças, acho uma coisa muito bacana! Agora, uma opinião minha, muito pessoal, eu não criaria meus filhos junto de um pai adicto no ativo uso de drogas, e sem tratamento ou recuperação.

      Excluir
    2. Considerando que os maiores responsáveis pelos filhos são justamente o pai e a mãe, acho que quem ainda não tem um filho com um adicto não deveria ter. Se deve ter muito cuidado ao escolher um pai para o filho. Sim, um adicto pode se recuperar, mas a probabilidade é grande? Acho que não.... A criança também pode não se tornar uma adicta, mas ela certamente vai passar por experiências ruins em função da adicção que poderão traumatizá-las pela vida toda. O que eu mais vejo são mães tendo que cuidar de tudo sozinha, incluindo casa, contas e filhos, porque o pai, adicto ativo ou em recuperação, não está bem, está estressado etc., ou porque não pode mesmo confiar. Ter um filho é uma coisa muito grande pra ser feita baseando-se em expectativas de que o outro vai ser recuperar, não acho justo com a criança. Caso a pessoa que cuida da criança morra, quem cuidaria dela depois?

      Excluir
    3. Polly, se não me engano, também existe sala de NA para crianças, filhos de adictos...
      Depois pesquisa isso no site do NA...

      Excluir
    4. Obrigado pelos esclarecimentos, Polly.

      Excluir
    5. Olá Boa nt primeira vez que leio aeu blog estou desesperada procurando ajuda estou em um relacionamento de 4 anos e 3 meses juntos e 9 meses casados e do 1 ano pra cá foram várias recaídas e várias promessas que iria parar ambas sem sucesso,última segunda feira teve uma recaída e mentiu que n tinha tido recaída mas como mente demais já estou acostumada a investigar e descobri a mentira saiu do serviço pra ir atrás da pedra por mais que a gente saiba das possíveis recaídas elas doem demais ainda mais pq tenho planos de ter uma família e isso torta um pouco impossível,últimos dias estou abatida mal como e me sinto sem chao parece que a situação nunca vai se resolver, as vezes da vontade de largar td mas as vezes tenho esperança de se libertar e é uma vida sem certeza de nd, dolorida as veZes só quem passa sabe o quanto doi

      Excluir
  7. Polly, tenho seguido seu blog e aprendido muito e admiro sua força e determinação. Estamos com um caso na familia, uma de minhas netas que nos tem preocupado demais. Estou lendo tudo sobre o assunto, para saber lidar com a situação. Ela, minha neta diz que só faz uso de maconha e álcoll (só!!!), não temos certeza. Ela continua estudando e trabalhando, mas frequenta raves e baladas meio pesadas. Eu a amo independente de qualquer coisa, mas gostaria muito que se tratasse, embora ela não aceite. O amor que tenho por ela não me fortalece o suficiente para não sentir dó e lamentar a doença!! Queria muito outro futuro para ela. Não sei como ajudar...os pais colocaram nas mãos de Deus. Eu penso que devemos fazer nossa parte para que Ele nos ajude. obrigada por dividir conosco sua experiencia. Abcs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe invadir aqui... sou adicta e queria comentar rssssss.
      Bom.. eu quando ia a rave, graças a Deus eu não fazia nada, inclusive, não bebia... Era o local que eu conseguia fazer tudo de cara limpa...

      Sempre fui mto tímida... tenho depressão e com isso, precisei do álcool para conseguir fazer as coisas... e fiz com exageros...

      Usei muita maconha, loló, álcool e por fim a cocaína...
      Se a sua neta ainda não usou continue atenta e fazendo esse seu carinho de avó para ela...

      Em NA, álcool é droga, remédio sem receita e tomando demais sem haver necessidade é droga... tão droga quanto crack (hoje em dia a droga mais pesada que eu saiba. Porém, para o adicto é difícil reconhecermos que estamos viciados e necessitando tanto de alguma coisa... continue lendo o blog da Polly e fazendo o que vc faz! :)

      Excluir
    2. Olá, querida, bom dia! Vi sua msg no face também. Que bom que você está se informando sobre o assunto. Alguns jovens experimentam drogas por curiosidade, "curtem" por um tempo, e depois seguem suas vidas normalmente, sem as drogas. Entretanto, outros, experimentam, e não conseguem sair, por terem uma doença chamada adicção. Esses se tornam dependentes das drogas. É preciso identificar em que grupo está a sua neta. Se você tem percebido comportamentos estranhos, se ela "necessita" da droga e do álcool, se o consumo tem aumentado, se mesmo com as "perdas" ela continua usando, é porque ela precisa de ajuda sim. Existem grupos de apoio para os familiares, participo de dois: Nar-Anon e Amor-Exigente. Lá aprendemos a lidar com essa doença de quem amamos. E a agir de forma assertiva, sem perdermos a nossa própria vida. Por exemplo, você é avó, a ama, se preocupa, mas é preciso entender que ela só sairá dessa, se ela quiser, afinal, é a vida dela, e você não pode deixar de viver, de curtir os outros membros da família, em razão da preocupação com ela. Entende? Por isso, cuide-se. O importante seria conscientizar os pais dela também, pois quanto antes ela for ajudada, melhor... Beijos, querida.

      Excluir
    3. Obrigada pela ajuda, Olivia! Aqui ninguém invade nada, o espaço é nosso! Bjão!

      Excluir
  8. Poxa Poly! Muito legal...torço muito pela sua felicidade sempre! Vc é guerreira e se essa é sua escolha ela é so sua! Pena que eu não consegui, depois de muitas recaidas e muitas traições, fui ate onde suportei, quando conheci meu ex esposo ele ja tinha uma filha , isso é ela tinha 2 dias de nascida! Mas me apaixonei e acabei casando, ele ja estava separado a 6 meses da mãe da filha...tivemos 3 longos e intensos 3 anos de relacionamento, quando soube que ele mais uma vez havia me traido, não recaido mas me traido, para mim são comportamentos iguais ao uso...fazer errado! Me separei, mesmo porque a moça apareceu depois de 1 mes gravida! Sim mais um filho! Ah e o que mais me machuca é que depois de 6 meses separados ele me procura, depois de muitas negativas minhas, resolvi ouvi-lo...tive que ver ele chorando por 2h e mais sem parar e falando dos sentimentos dele que ainda me ama muito e que vai ter que lidar com essa dor o resto da vida de perder a mulher da vida dele! Ah Poly não consigo me envolver com ninguem...penso nele a cada hora do dia! Mas decidi não sofrer mais, hoje somos amigos, conversamos bastante, mas uma observação importantissima foi que eu disse a ele que eu jamais faria para outros o mesmo que fizeram a mim...doeu muito e eu não ficaria mais com ele...estou me cuidando e aprendendo a ser feliz comigo mesma, ja que não consigo ficar com outra pessoa, estou curtindo muito meu filho de 21 anos, somos muito amigos e estou feliz em agir corretamente, pena que teve que ser longe dele! Foi o amor mais bonito que eu e muitas pessoas que conviviam conosco ja viram! Beijo linda Poly que Deus abençoe sempre sua familia e te de muita força para continuar amando a vida como vc ama!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida! É hora de cuidar de si mesma. Tenha paciência, tudo acontece ao seu devido tempo... Aproveite esse tempo para sarar as feridas, e para aprender a se amar. Quando não nos amamos, atraímos pessoas incapazes de amar. Portanto, aproveite bem essa etapa da sua vida. E sinta-se vitoriosa com suas escolhas! Um grande beijo no ♥!

      Excluir
    2. poxa vida, eu amo e muito, mas hj estou indecisa e angustiada pois meu esposo teve uma recaída no domingo e fora o que já gastou e trocou pela droga ainda voltou p casa falando que ficou devendo e que eu tinha que pagar, e eu não paguei, dai fica me pressionando falando que tem medo que façam algo contra mim ou contra nossa filha. Mais 300,00 e não sei o que fazer....

      Excluir
    3. Não se sujeite a ameaças e chantagens, querida. Procure um grupo de apoio para saber como agir! Pense em você! Pense em sua bebê! Ele não pode usar a integridade de vocês para manter o vício!

      Excluir
    4. Poly, obrigada, eu já estou indo no Naranon e isso tem me mantido serena, mesmo assim muitas vezes é difícil manter-se firme. Preciso te contar que os traficantes bateram na minha porta e eu acabei pagando, para nossa proteção, mas tive uma conversa muito amorosa com meu esposo,e me posicionando em relação ao que aconteceu. Ele expôs muito nós e acredito q isso tenha quebrado um pouco o crédito dele na favela...sph estamos bem. obrigada, muito legal esse blog, ontem mesmo li algumas coisas que me fizeram bem. Abraço

      Excluir
  9. Poly, vc é uma vencedora, nao pq nao abandonou seu esposo, e sim por ter encontrado a felicidade em voce mesma! Nunca devemos por a nossa fgelicidade nas maos do outro, a felicidade é responsabilidade de cada um de nós!

    beijos querida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô, minha amiga querida, obrigada! Beijão! ♥

      Excluir
    2. Ou poly gostaria de saber se seu marido continua trabalhando normalmente quando ele tem as recaídas .sou casada com um usuário tenho três crianças com ele já vivo essa vida há 11anos não tenho corajem de deixa lo tenho medo que aconteça algo ruim com ele se eu for em bora minha família não sabe sobre a dependência dele eles acham que ele é só depressivo me sinto muito só as vezes entro em desespero não sei o que fazer. Se puder me oriente.

      Excluir
    3. Queria saber se seu marido continua trabalhando normalmente quando ele tem as recaídas .por que o meu não trabalha estou casada há 11anos tenho três crianças não tenho corajem de deixa lo tenho medo que aconteça algo ruim com ele assim como você descreveu seu marido tbm descrevo o meu ele tbm e um homem bom trabalhador super honesto fico muito triste de vê ele depressivo minha família não sabe eles pensam que o único problema do mru esposo e a depressão me ajude pois já não sei mas o que fazer.

      Excluir
    4. Ou poly gostaria de saber se seu marido continua trabalhando normalmente quando ele tem as recaídas .sou casada com um usuário tenho três crianças com ele já vivo essa vida há 11anos não tenho corajem de deixa lo tenho medo que aconteça algo ruim com ele se eu for em bora minha família não sabe sobre a dependência dele eles acham que ele é só depressivo me sinto muito só as vezes entro em desespero não sei o que fazer. Se puder me oriente.

      Excluir
  10. Parabéns, Poly, por persistir e por ajudar a mudar o mundo, para melhor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, André! Puxa, que palavras lindas! Obrigada! TMJ!

      Excluir
  11. Hoje presenciei uma cena que me deu muita pena em um hospital. Estava com a minha mãe que estava sendo atendida com problema respiratório e chegou uma menina que foi levada para o hospital por outras que a viram passando mal, mas parece que nem a conheciam direito. Da entrada do hospital até a enfermaria ela gritava EU QUERO PO, EU QUERO PO sem parar. Estava super agressiva, bateu em algumas pessoas que tentavam segura-la e teve que ser amarrada para que pudessem dar a medicação. Depois descobri que no hospital todos a conheciam porque ela trabalhava lá. Imagina o que ela vai sentir quando cair em si e perceber que todos sabem do seu problema no ambiente de trabalho. Enfim, me deu muita pena dela e da família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa, que triste, não é mesmo? Muitos profissionais da área da saúde são dependentes químicos. Assim como muitos músicos e jornalistas. Geralmente, os dependentes químicos são pessoas sensíveis... Tomara que essa moça entenda que é ela quem está doente agora, e que ela precisa de cuidados.
      Abraços!

      Excluir
    2. Sim....meu marido...( ex por muitas vezes ) é musico.

      Excluir
  12. Boa Noite Poly, sou noiva de um adicto que esta internado(é sua 1 internação) e que nessa quinta feira ele saíra de ressocialização. Quando ele pediu para se interna foi uma vitoria, passei por poucas e boas.Só quem passa entende e pode falar! Tem pessoas que não sabem ou nunca passou por esses casos e não entende que é uma doença. e como muitos dizeram é facil julgar quem esta de fora! Mais VOCÊ e Eu vivemos nesse mundo e ESCOLHEMOS e essa foi a nossa ESCOLHA. Somos felizes com nossas escolhas e responsaveis por elas! Certo? Saiba que eu comprei seus livros minha futura sogra 'dias de dor' e eu 'dias de recuperação', eu estou terminando 'dias de dor', ao abri o livro meu coração dispara como se fosse a minha historia! Saiba que te admiro muito e a sua sinceridade e o seu amor mais ainda! Obrigada Poly, por me ajudar! SEJA FELIZ DA FORMA QUE VOCE ESCOLHER,O IMPORTANTE É SER FELIZ! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa leitura pra você e sua sogra, querida! Depois me dê um feedback sobre os livros...
      Muito obrigada pelo carinho!
      Beijos.

      Excluir
  13. Oi...não sou casada com adicto...mas convivi com meu pai que é viciado em álcool por muito tempo...sinto uma revolta muito grande dentro de mim pelo sofrimento que ele causou a minha família...No momento ele parou a 2semanas o consumo por decisões própria,fala que não deseja consumir novamente,até outro dia foi ao mercado comprar aalborg bebida,pois estáva sentindo falta...mas acabou vencendo a guerra e trouxe 2 coca cola !Não me sinto forte o bastante para apoia_lo nesta luta;entrei nesse blog a procura de respostas...Meu esposo fala que o meu passado está interferindo no meu presente e futuro...Estou confusa...!Confesso adorei esse blog!Kelly Cristina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kelly! Seja bem-vinda ao Blog, querida! Sinta-se acolhida! Imagino o que você sente. Meu pai foi dependente de drogas quase a vida toda (dos 17 aos 51, quando faleceu). E eu sentia raiva, revolta, tristeza, solidão, porque era órfã de pai vivo, e depois de pai morto pelas drogas. Com o tempo entendi a doença que ele tinha. E, sobretudo, aprendi a aceitar a minha vida como ela é, do jeito que é. Não tive o pai que eu queria, mas percebi que isso não era empecilho para a minha felicidade.
      Quanto ao seu pai, sozinho é muito difícil. Ele precisa de ajuda! Doença se "cura", tratando.
      E você também deve buscar ajuda pra você. A gente fica com muitas sequelas.
      Grande beijo, querida!

      Excluir
  14. Edgar Júnior 8 de julho 2013
    Fiquei muito emocionado som tudo que vc falou Poly.
    Eu convivi com seu marido, e sei que todas essa qualidades
    por vc colocadas são reais!
    Muito obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Tudo bem?
      Feliz com sua visita aqui no Blog, e com o comentário... Esses dias meu esposo estava perguntando se eu tinha notícias suas, pois mantenho contato com sua sobrinha pelo face.
      Um grande abraço! E muito obrigada!
      Força e serenidade!

      Excluir
  15. Bom dia.
    Hj estou bem, mas de sexta para sábado o meu marido (viciado em crack) simplesmente sumiu... Tinha falado com ele na noite de sexta e, por volta das 22:30, ele estava com os amigos em um bar. Então aquilo que eu mais temia ocorreu: a recaída.
    Eu vejo que quando ele bebe, sente mais vontade de usar. Seria isso mesmo? A bebida aumenta a probabilidade de recair?
    Eu já expliquei isto várias vezes pra ele, mas parece que não adianta. Ele acha que uma "cervejinha" não faz mal.
    É muito ruim sentir tudo aquilo de novo. A raiva e a tristeza que aparecem quando ele some no mundo e recai no vício.
    Mas graças a Deus e a este blog, tenho esperanças e estou começando a mudar o jeito de lidar com meu marido.
    Parabéns Poly, pelo blog e por sua recuperação.
    Celeste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, Narcóticos Anônimos considera bebida alcoólica como droga. Muitos profissionais de Psiquiatria e Psicologia afirmam que o álcool de alguma forma faz com que o cérebro sinta o desejo maior pela droga. Ou seja, leva à recaída.
      Conheço uns poucos adictos, que bebem e não usam outras drogas. Mas, isso é exceção.
      Meu marido não bebe há seis anos. E percebo que seu período abstinente da droga se tornou maior, sem o álcool.
      Incentive seu esposo a ir ao NA, lá ele aprenderá sobre si mesmo.
      E você, procure um grupo para familiares, para cuidar de si mesma, querida.
      Grande beijo!

      Excluir
    2. É como eu sempre pensei Poly. Eu não bebo e queria que ele não bebesse tb. Afinal de contas, podemos ser felizes sem bebida.
      Infelizmente ele não está muito aberto atualmente. Não fala muito sobre sua dependência. Mas eu tento fazer o máximo que posso para mantê-lo informado sobre os grupos.
      Quero muito que ele participe do NA, mas ele diz que já participou e não gosta.
      Espero que meu marido mude de ideia.
      Bjo.
      Celeste.

      Excluir
  16. isso mesmo Polly..cada um cada um.. parabéns...pelas suas conquistas e por saber ser feliz por si só...e lembre-se de uma coisa...a verdade muda conforme muda-se a janela, não existe verdade absoluta...a quem consiga ser feliz convivendo com um dependente quimico e há quem não consiga isso não é mérito ou demérito de ninguém...apenas são vidas que se desenham e como cada um é diferente...cada escolha consequentemente é diferente...acredito que as opiniões contrarias são fundamentais para haver crescimento...de ambas as partes...pra mim quem odeia adicto e os julga pessoas inferiores, é apenas uma pessoa que sente raiva por ter sofrido devido a adicção de algum ente querido, não da pra julga-la também né...afinal só cada um sabe a dor que carrega...enfim...acho que esse espaço é válido para se aprender e a ensinar..então se não quisermos ser julgados...apenas não devemos julgar...e aprender a ter compaixão com quem pensa diferente...no fim o que vejo nisso tudo são pessoas e familias destruidas por esse mau...droga...e pessoas e familias que conseguiram vencer SÓ POR HOJE..esse mau drogas...e ainda assim conseguem ser felizes..enquanto a vida há esperança..enquanto a vida..devemos nos esforçar em nos tornarmos pessoas melhores...a vida é um eterno recomeço e ela da muitas voltas...bjuuuuuuu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem sempre, Kel, muitos odeiam e discriminam por não saberem o que é a realidade de um adicto.

      Excluir
    2. ninguém conhece a realidade de ninguém só quem vive determinada situação é que sabe por isso digo que não há verdade absoluta cada um sabe o que ve de sua janela...eu não julgo as pessoas que odeiam os adictos sem conhecer a realidade deles, afinal...existem sim os adictos que cometem barbaridades, matam pessoas inocentes... devido a sua doença...como vou julgar uma pessoa que não convive com adicto...e ve as barbaridades que alguns são capazes de cometer contra a propria familia? já experimentou trocar de sapato com as familias de pessoas que tiveram os seus assassinados por um adicto? como dizer a elas vcs estão erradas em sentir raiva dos dependentes quimicos?..ta vendo não nos cabe julgar nunca...e sim aprender a perdoar...apenas...cada vida sempre será uma UNICA VIDA...vamos fazer nossa parte levar a informação do que vivemos...mais tenhamos compaixão de quem achar loucura nossa conviver com um adicto ou permitir que nossos filhos convivam...elas não estão de tudo certo, mais também não estão de tudo erradas :)

      Excluir
    3. uma pergunta polemica? Se vc em NA alguns adictos confesarrem que cometeram assassinatos, e nesta hora ele recebe abraços dizendo que um poder superior lhe perdoará se esse pedido for sincero, porém ele arcara com as consequencias de seus proprios atos, então todos o abraçam...e se este adicto que cometeu esse crime, e a vitima dele tenha sido algum querido seu comor reagiria? ta vendo...a realidade muda conforme a janela...

      Excluir
    4. Kel, esse espaço é pra quem ama dependentes químicos. Não associe dependentes químicos a assassinos... Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.
      Não precisa ser polêmica sempre, querida. Não precisa discordar sempre... O que é bom, a gente guarda. O que não serve, joga fora. É simples...
      Respeito as pessoas (todas), mas a gente tem que saber onde colocar nossas opiniões contrárias... Você falaria contra homossexualismo em um blog de homossexuais, por exemplo? Acho isso falta de respeito. Ponto.
      Esse blog dedico a familiares e amigos de adictos, e para adictos. E respeito aos leitores. E respeito, sobretudo, a mim mesma, e ao que defendo. Estou aqui, dentre outras coisas, para tentar reduzir o preconceito aos adictos, e defendo o meu trabalho de unhas e dentes.
      Portanto, aqui não tem lugar pra discriminação, independente da razão.
      Bora mudar de assunto? rs. Tanta coisa boa pra se falar...
      Bjo!

      Excluir
    5. Discordo...espaço aberto é espaço aberto...se tem restrições deve-se deixar claro..mais enfim...falta de respeito é quando se agride e não quando se discorda...e o que eu disse é uma verdade uma triste realidade não é mentira...porém o que queria mostrar com tudo isso não é a ligação de uma coisa com a outra citada ai em cima...e sim que...se desejamos perdão, devemos perdoar, se desejamos ser amados incondicionalmente devemos amar da mesma maneira...ao nosso próximo lembrando que nosso próximo é qualquer ser que respira :)

      Excluir
    6. Conviver com um adicto a 4 anos são covardes e manipuladores.ninguém consegue amar uma pessoa dessas a não que que não ame a si próprio. Ele inventou que estava passando mal fui na casa dele chegando lá trancou a porta quebrou meu nariz cortouro meu cabelo com uma faça e me deu uma facada na perna .são covardes alegando que mandei solicitação de amizade pra um vizinho dele .são pessoas que precisam se tratar.antes de destruírem famílias.

      Excluir
    7. Bem isso ...Meu marido é super manipulador...mentiroso...sofro muito....escolhas....Mas como escolher o amor ?

      Excluir
  17. Querida Polly, adorei sua explicação sobre os comentários que visam destruir seu blog. É muito difícil pra quem não convive com esse mundo entender o que ele realmente é. Acho que pessoas são pessoas, seres distintos uns dos outros, nem sempre a vida é só difícil com um marido adicto, existem convivências que são tão difíceis quanto. Viver ao lado de outra pessoa e dividir espaços, manias, afazeres, responsabilidades não é fácil...Você convive com um esposo com problema específico e quer dividir suas experiências com quem também passa por isso e quem não passa e não acha que seja um assunto de valor deveria abster-se de comentar coisas desagradáveis.

    ResponderExcluir
  18. Olá Polly, descobri seu blog hoje, e me ajudou muito nesse momento. Me relaciono com um adicto há 11 anos, entre idas e vindas e incontáveis recaídas e internações, ficamos noivos no ultimo mês de maio, compramos um apartamento em Junho e planejávamos nos casar no ano que vem. Há 15 dias, ele recaiu, depois de 7 meses limpo, e ainda está recaído, me afastei, pois não é possível se relacionar com um adicto que passa todas as noites fora, não consegue trabalhar e nem raciocinar. Não vou conseguir pagar o apartamento sozinha, dessa forma, meus sogros resolveram assumir a dívida e ficar com o apartamento, estou mto deprimida, frequento o Naranon há anos, porém, estou recaída tb na minha recuperação. Tomei a decisão de viver a minha vida, da melhor maneira possível, mas existem momentos que parece impossível continuar, hoje mesmo, fui buscar uma ajuda na internet, aí que achei seu blog. Assim como vc, amo meu noivo, somos felizes juntos, ele é uma pessoa maravilhosa e existe mto amor entre nós, porém, tenho medo do futuro, estou sofrendo demais sem ele e por saber do sofrimento dele, mas não estou sabendo lidar com a separação. Só por Hoje! E obrigada pelo seu blog! Jacqueline

    ResponderExcluir
  19. Polly, vc conhece alguma sala de Naranon online? Fui eu que fiz o comentário acima. Obrigada! Jacqueline.

    ResponderExcluir
  20. Oi Polly, bem vamos lá, sou eu de novo, Jacqueline, dos comentários acima. Desde que conheci seu blog, não consegui abandoná-lo e tenho lido todos os dias sempre que tenho um tempo disponível. Primeiro, deixa eu esclarecer o pq perguntei das reuniões de Naranon online, estou com dificuldades pessoais (fora a recaída do ?noivo?) que não estão possibilitando que eu vá até o Naranon, e estava, graças a Deus hoje posso dizer estava, totalmente recaída na minha recuperação, e hoje posso dizer tb que foi o seu blog que me devolveu a sanidade, usado por Deus, os seus posts clarearam minha mente. Hoje, pensando com mais calma no Tsunami que devastou a minha vida há exatamente 17 dias, consegui me recordar que não preciso, e não devo, decidir nada agora, ele está recaído e eu estou me levantando agora, ainda teremos que nos falar para decidir as coisas, para continuarmos ou cada um seguir suas vidas, mas agora não é o momento. Hoje falei com a mãe dele (falo com ela todos os dias) e depois de tanto tempo, acho que "talvez" ele esteja recuperando sua consciência SPH, por isso, talvez esteja se aproximando o dia que ele vai me procurar, talvez também, dessa vez seja diferente, talvez ele não me procure mais, pois como tantos outros, está cansado tb de causar tanto sofrimento. Porém, hoje me sinto preparada (ou quase) para o que Deus está preparando para nós, não me cabe entender, apenas aceitar, e já consegui entregar minhas vontades nas mãos Dele e tirei de mim a responsabilidade de articular fórmulas para chegar a uma conclusão. Há 3 dias, resolvi mandar uma mensagem In Box para meu noivo, inspirada pelo blog, abri meu coração, e tenho feito isso todos os dias desde então, porém, quando está recaído, ou mesmo nos primeiros dias de recuperação, ele não acessa a internet, dessa forma, ele não tem visto o que escrevo, mas como escrevi pra ele hoje, ele ver seria bom, mas não é o mais importante, o mais importante é que tenho lavado a alma, despejado sentimentos, para que me entende mais do que ninguém, e sei que quando ele ler tudo que está lá, estará sereno e tranquilo, porque terá optado por se levantar e ficar limpo SPH. Bem, me desculpe se escrevi demais, se quiser moderar o comentário, fique a vontade, irei entender, mas precisava compartilhar com você tudo que vem acontecendo, mais um detalhe, não sei como está seu dia hoje, nem se postou algo, optei por ler seu blog das postagens mais antigas para as mais recentes, assim, acompanharei toda a sua história, vendo minha vida na sua, chorando e sorrindo com seu dia-a-dia. Espero que tudo esteja bem com você, seu marido e seus filhos, tenho colocado vocês em minhas orações diariamente, a única coisa que posso te dizer é que Estamos Juntas! Estou na sua postagem do dia em que o blog estava completando 4 meses, ou seja, ainda estou no ano de 2011, em setembro, mas logo me atualizo e acompanho suas emoções diariamente, ou de acordo com as postagens. Fique na paz de Deus, Ele está conosco! Bjs e força! Jacqueline.

    ResponderExcluir
  21. Olá Polyanna, adorei seu blog.....sem querer vi uma reportagem sua no you tube falando do seu livro " Amando um dependente químico".....meu marido é um adicto, realmente é muito dificil quando ele recaí, uma dor que só que sente sabe.
    Muitas vezes fiquei a espera e ele não chegou, e uma coisa que aconteceu comigo assim como você, foi quando ele vendeu a aliança pra comprar drogas, isso dói até hoje...Mas eu acredito que é possível ser feliz sim ao lado de um dependente químico, eu amo meu marido, ele é meu bem mais precioso!

    ResponderExcluir
  22. Olá Polly, td bem? Tenho 24 anos , meu marido tem 25 e é um dependene quimico. Há quase 5 anos tentamos sair desse vicio, mais infelizmente ainda temos problemas. Ele já ficou 6 meses sem drogas, depois 5 meses ! Gostaria de conehcer mais sua historia e eh bom saber que outras mulheres tbem o mesmo problema q eu, pois já tive vergonha do meu arido varias vezes! Há qnto tempo seu marido está limpo???

    ResponderExcluir
  23. Conheci um rapaz pela internet..Há 5 meses. .muito parecido com o jeito amoroso do seu marido..Não moramos juntos...ele nunca me levou onde mora.
    certo dia descobri que ele é usuário de pó, ele não sabe que eu sei....pois descobri mexendo na intimidade dele no computador dele...estou gostando muito dele, não pretendo abandona-lo por causa disso...pior que fiquei gostando mais ainda.Me ajude,eu falo com ele sobre esse.assunto ou será que ele virá a me contar?

    ResponderExcluir
  24. Oi lendo seu blog me deu vontade de contar minha história. Fui casada por dez anos com um dependente químico, mas ele sempre foi meu companheiro, amigo e me ajudou a criar meu filho que hj tem doze anos, mas o sonho dele era ter seu filho, então após ele estar 4 anos limpo eu engravidei, nos distanciamos sexualmente durante a gestação e após o bebe nascer, ele me ajudou muito e ficou muito feliz com o filho, só que recaiu e eu não suportei, fazendo o divórcio porque ele não me ouvia e estava fazendo muitas dívidas e fiquei com medo de recair pra mim, por último ele me procurou quando estava no fundo do poço e eu ajudei a se internar, lá ele conheceu uma moça e assinou o divórcio de boa... eu estou muito triste porque amo ele e só queria que melhorasse para estar ao meu lado com nosso filho tão esperado, mas vejo que ele não me amava de verdade porque me largou agora que eu mais precisava dele, eu sempre o ajudei e agora me sinto sozinha e triste...estou tocando minha vida com muita fé em Deus e pedindo forças para criar meus filhos....ele me disse que eu mereço encontrar uma pessoa boa pra mim...

    ResponderExcluir
  25. Já tive um relacionamento de um ano com um dependente químico. Ele tinha qualidades sim, mas, na minha opinião, é extremamente complicado viver com medo de recaídas, conviver com o egoísmo de um DQ, com as manipulações. Sem contar que não dá para fazer planos. Você tenta, investe e NADA. Cada um sabe o que faz, mas eu terminei com essa pessoa. Sofri, chorei, mas hoje vejo que foi a melhor coisa que fiz.

    ResponderExcluir
  26. Eu estou com um adicto a quase um ano. minha vida mudou muito desde que nos conhecemos e mais ainda quando descobri a doença.(só descobri depois) Tenho sofrido muito até mesmo agressões físicas e ainda sim o amo. não tenho com quem conversar porque nos mudamos a pouco tempo para outra cidade então não conheço ninguém, já ele tem alguns amigos para sair e me deixar em casa. Penso muito em largar tudo ou sei lá sumir por um tempo mas nem isso eu tenho como fazer.

    ResponderExcluir
  27. Meu Deus que benção esse BLOG...preciso de ajuda....sou casada com um dependente químico e sofro de codependência......que sofrimento tem sido minha...vou ler seu blog....!!! Será que um dia serei FELIZ...vivo de lágrimas e tristezas.

    ResponderExcluir
  28. oi poly li suas palavras achei tudo muito lindo era tudo que eu precisava ler :( vim procurar palavras que podessem me ajudar em um momento muito complicado , assim como seu marido omeu tambem é um bom pai um bom marido mais pelo menos 1 vez por mes ele tem uma recaida e acaba usando e quando para chora e eu vejo o sofrimento que ele passa e no momento eu quero ser durona e humilho demais ele e depois de ler seu post vou tentar ser feliz sem depender dele mesmo estando com ele pois vivo muitos momentos bons com ele o que falta pra ele ser o homem que pedi a deus é deichar o crack .. muito obrigado me deicha um email pra que agente possa conversar mais ( mylenaveira@gmail.com )

    ResponderExcluir
  29. Parabéns! Acessei hj pela primeira vez. Estou emocionada pq só quem ama um usuário sabe das dificuldades e das dores. Mas há realmente a felicidade e o amor. Admiração. Obrigada por fazer eu ver o outro lado dele como marido e ser humano que eu tinha me esquecido desde que soube do uso.

    ResponderExcluir
  30. Olá Poly, namoro um adicto a exatamente 5 anos...ele tem recaídas quase todo ano...tudo é tão difícil :( Mas o amo e vejo a luta dele diária para se manter limpo. Ela é um homem excelente...E não quero desistir de nós...Parabéns pelo Blog! Me ajudou muito

    ResponderExcluir
  31. Boa noite,eu estou casada a 7 anos com o meu marido ele tem 25 anos,ele e viciado e cocaína, eu não aguento mas,eu já tentei ajuda lo, mas ele não se livra das drogas, ele não arruma trabalho, eu tenho 3 filhos,eu e que tenho que arruma o de comer pros meus filhos, pagar as contas de casa, pois ele não fica no trabalho nem 1 mês, começa a falta e perde o emprego,eu não quero viver assim por resto da minha vida

    ResponderExcluir
  32. Olá Poly, também sou esposa de um adicto, não li outras postagens do seu blog para saber, mas no meu caso, ele não aceita que ainda está doente. Ele passa meses "limpo", mas quando recai eu fico dilacerada. Hoje temos uma filha de 2 anos. Apesar das dificuldades e das provações, eu o amo e o admiro por ele ser um ótimo pai e um companheiro amoroso. Tenho 35 anos e estamos juntos há quase 8 anos, gostaria muito que ele frequentasse um grupo de N.A. Ando um pouco triste pelas recaídas do álcool, o que é uma porta de entrada para que ele despenque novamente no uso de outras drogas. Assim como você, procuro não pautar minha felicidade no fato de meu marido estar ou não "limpo", principalmente agora que tenho uma filha. Quis postar minha opinião e um pouco de minha história (que compartilha de semelhanças com a sua) para desabafar um pouco, afinal, é sempre bom falar com quem também passa pela mesma situação. Eu gostaria de participar de algum grupo de autoajuda, como o amor exigente (grupo do qual participei quando meu marido ficou internado), mas não disponho de tempo, pois trabalho fora, tenho minha pequena e sempre estou estudando, inclusive sendo esse último, minha "válvula de escape". Hoje consigo ver meu marido como um companheiro, assim como você e admirá-lo por todas as suas qualidades, mas isso nem sempre foi assim. No início, eu queria separar-me e chorava o tempo todo, condicionando minha felicidade ao fato de não existir o problema da adicção dele, confesso que ainda é algo que me traz bastante desconforto, mas já consigo ser uma companheira capaz de ajudá-lo, dando-lhe amor e o ajudando a lutar contra essa doença. Como eu mencionei no início, ele não se considera doente, apesar de já ter passado por uma internação há 5 anos e meio. Seu texto me fez refletir ainda mais sobre a minha relação comigo e com o meu marido. Depois buscarei tempo para conhecer melhor o seu blog. Abraços.

    ResponderExcluir
  33. Eu tenho um relacionamento com um homem adicto, ele é um homem bom, família, trabalhador, porém, exige que todos compreendam sua doença, suas necessidades, suas fraquezas, suas limitações, exige ser o centro do universo para todos os que o rodeiam, é complicado viver à sua sombra, sem ter também minhas necessidades, fraquezas, limitações, sem falar do estado depressivo em que ele fica as vezes, confuso, irritado.Não sei se ser conivente com tudo isso é amor ou dependência também.

    ResponderExcluir
  34. Oi poly tbm sou casada com um dependente amo demais ele, mais as vezes me sinto tão sozinha,porque ele some. E isso é horrivel ainda não sei lidar muito bem com isso.

    ResponderExcluir
  35. Oi poly tbm sou casada com um dependente amo demais ele, mais as vezes me sinto tão sozinha,porque ele some. E isso é horrivel ainda não sei lidar muito bem com isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Jaqueline, estou na mesma situação, moro ha um ano com meu namorado, ele é adicto. E não sei lidar com isso, me sinto muito sozinha.

      Excluir
  36. Tbm Sou casada com um depende químico e Ele Me Faz Feliz Sim Apesar Da Sua Dependência Química Estou sempre Apoiando E dando Todo Meu Amor ,E Difícil Sim Complicado demás Mais Um Dia A Gente Vence.

    ResponderExcluir
  37. Sou Casada Com Um Depende químico Tbm E Sei como E Essa Situação , Estou Sempre ao Lado Dele Ajudando Apoiando e Dando Todo Meu Amor Não E Fácil Mais Um Dia a Gente Vence.

    ResponderExcluir
  38. Ola me chamo Daiane,conheci meu marido dependente de crack a 3 anos,aliás eu ja conhecia antes era casada com o pai da minha primeira filha,que não tinha vício nenhum,e meu atual marido Alex era meu vizinho,sofri uma traição do meu primeiro marido ele foi embora morar com uma moça que ele conheceu no trabalho,sofri muito porque o amava muito,após mais ou menos dois anos de separação, vi o Alex passando em frente minha casa ele estava sumido e nós comprimentanos e ele disse que fazia 4 dias que tinha chegado de campinas pois estava internado em uma clinica para recuperação de drogados,senti uma atração por ele,e através de conversas pelo facebook acabamos nos envolvendo,apesar de saber que não seria fácil,pois,sou filha de "ex" viciada em crack e enteada de um padrasto viciado,me envolvi tivemos um filho e durante esse tempo de namoro e nascimento do meu filho tivemos várias separações por conta das recaídas, em uma dessas recaídas separei dele de uma forma horrorosa na qual eu o magoei muito e fui morar novamente com o pai da minha filha,deixando meu marido abandonado e entregue as drogas,como tudo que se faz na terra vc paga na terra,sofri uma nova traição do meu ex marido e o que e pior com a minha própria irmã,quando achei que meu marido nunca mais iria querer me ver e ele me procurou e a 5 meses estamos juntos novamente,esse não e meu final feliz,porque nesse momento em que escrevo esse comentário ele está na rua usando droga,após um ano sem usar essa noite ele caiu,todas as vezes que isso aconteceu, me separei e joguei na rua,mais hoje depois,de tudo que passamos refletindo sobre nossa história sei que ele não faria o mesmo comigo,não me abandonaria,não sei qual vai ser desfecho,mais por enquanto ainda estou aqui esperando por ele

    ResponderExcluir
  39. o que eu faço com a raiva que esta crescendo dentro de mim por não poder ter filhos devido a isso, é uma dor que eu não sei mais como superar.

    ResponderExcluir
  40. o que eu faço com a raiva que esta crescendo dentro de mim por não poder ter filhos devido a isso, é uma dor que eu não sei mais como superar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jéssica..suas palavras são minhas...estou com 36 anos e não me vejo sendo mãe por causa do meu marido.

      Excluir
    2. Separa e tenta uma nova vida.eu perdi 2bebes devido ele usar cocaí na é nem no hospital ele foi me ver

      Excluir
  41. o que fazer com o sentimento de raiva que cresce em mim pela dependencia de meu marido me privar de ser mãe algum dia, como ja me fiz essa pergunta milhoes de vezes.

    ResponderExcluir
  42. Ola estou lendo o seu blog e admiro vc ser tao confiante,no meu caso sou casada com um dependente químico que conseguiu acabar com nossos bens tais como 5 carros em um ano já orei por ele consegui ate que ele se convertesse,Tenho uma filha de 8 anos com ele que ele chama de minha bonequinha,ele me chama de meu amorzinho converso com ele sobre o problema separo e ele faz toda aquela cena dou mais uma chance imponho as minhas condições ele diz que eu não preciso me preocupar derre pente some por 7 a 10 dias e sempre com o prejuízo dai causa aquela confusão na família,e quando volta se age como se fosse a melhor pessoa do mundo a ponto das pessoas me dizer tadinho tao bonzinho mas só eu sei o quanto eu sofri tantas noites sem noticias achando que tava ate morto e ele volta e se comporta como se nada tivesse acontecido,como vc já teve no grupo de alta ajuda o que vc acha desse comportamento sera que vale a pena continua.

    ResponderExcluir
  43. difícil é superar as recaídas e viver com o medo constante de um dia sem mais nem menos receber uma noticia ruim, já que esse caminho é perigoso , mais o amor é capaz de um tudo, transforma e muda opiniões, faz agente conhecer uma fortaleza dentro de si, que é capaz de esperança e de viver só por hoje, e o hoje quando ruim... sabemos que o amanha pode ser diferente, somente Deus para segurar nossas mãos e nos transformar em grandes mulheres , e hoje é mais um dia de recaída, recaída aquela que não vejo a hora de ô ver, que não sei por onde andas, difícil, porém não impossível de um amanha melhor!

    ResponderExcluir
  44. Alice oi não estou conseguindo mais viver.amo meu marido que era um homem bom carinhoso e se acabou não liga mais pra mim nem pra minga filha que e loca com ele ela tem 2 anos e dorme todo dia chamando pelo pai .ele so chega de madrugada sujo com os pes pretos. Não vai mais na igreja não dormimos juntos estou sozinha triste sinto uma dor dentro de mim enorme não saiu mais mas ainda amo ele

    ResponderExcluir
  45. Alice oi não estou conseguindo mais viver.amo meu marido que era um homem bom carinhoso e se acabou não liga mais pra mim nem pra minga filha que e loca com ele ela tem 2 anos e dorme todo dia chamando pelo pai .ele so chega de madrugada sujo com os pes pretos. Não vai mais na igreja não dormimos juntos estou sozinha triste sinto uma dor dentro de mim enorme não saiu mais mas ainda amo ele

    ResponderExcluir
  46. Ola!
    Nossa que felicidade em encontra vc.
    Eu sou casada com um homem que eu amo demais ele tbm é um homem bom um excelente pai, um amigo incrivel, um profissinal hoje bem sucedido na sua profissão mas infelizmente desde muito cedo ele usa drogas, é uma luta sem fim.
    Estamos me sentindo muito vazia quando achei o seu blog. Obrigada!

    ResponderExcluir
  47. Olá, sou casada descobrir ha pouco tempo que meu marido usa drogas, não sei que drogas é. Percebo pelo comportamento dele. E começou a esconder dinheiro, a mentir. Sou evangélica. Apesar de ele nunca ter me feito nenhum mal, estou com medo dele. Nunca convivi com alguém que usasse drogas. Por favor me ajudem!!

    ResponderExcluir
  48. Polly gostaria tanto de conversar com vc no privado.. Talvez seria mais um desabafo.
    Me encontro perdida!!!

    ResponderExcluir
  49. Estou base de Alice Chapman nos EUA, isso é incrível! Eu ainda imaginar como Dr. Egbo trouxe meu marido de volta para mim em apenas 48 horas. Ninguém jamais poderia ter me fez acreditar que este testemunho que estou prestes a escrever agora seria realmente um dia ser escrito por mim. porque eu era maior cético do mundo. Eu nunca acreditei em magias ou qualquer coisa assim, mas foi-me dito por uma fonte confiável (um colega de trabalho muito próximo) que o Dr. Egbo é um muito dedicado, talentoso e dotado lançador de magias, e depois de muita persuadir, ele ficou me para visitar este e-mail: dregbosolutioncenter@gmail.com e .foi um dos mais excelente coisa que eu já fiz em toda a minha vida. Minha vida amorosa era no total atrapalhar depois que meu marido me deixou por outra mulher, e eu queria tentar mais difícil fazer o nosso trabalho de relacionamento, mas meu marido não parecem se importar. Assim, com nada, mas meu orgulho para perder, eu verifiquei. Fiquei espantado. Este homem é de verdade. Ele fez tudo o que ele faz mágica, e eis que - não mais de 48 horas depois, eu tinha o meu marido de volta! Foi como um milagre! De repente, ele queria ir para a psicoterapia casamento com outra mulher antes que eu contactado esse pai para a ajuda, e estamos fazendo muito, muito bem agora. e agora ele me amava mais do que ever..Thank tanto sir para o seu amor e para se reunir minha família de volta senhor, o seu endereço de e-mail é dregbosolutioncenter@gmail.com, ou você chamá-lo através deste número, 2349036194495.

    ResponderExcluir
  50. Oi, sou casada a seis anos, meu marido e dependente quimico, sabia mas ja esta limpo fazia anos, nunca imaginei que ele usaria, entao no primeiro ano de casamento na primeira briguinha ele foi ao mundo, e ate hoje passa um ano fuca limpo, meses, dias, mais nunca para.estou cansada, toda hora fica desempregado, nao me ajuda me destrata fala palavroes, ja me bateu, sempre esta me ameacando, dai acontece algo, pedi desculpa chora, e depois comeva tudo de novo, esse findi, sumiu a tardinha e voltou so no outro dua a tarde, deixou celular, e a aliaça de casamento, fiquei bem triste com ele, chorou fez tudo que sempre faz. Amo ele, mas nao aguento mais ser destratada, falei que aliança foi demais, pois nunca tinha deixado ate hoje, nao sei o que fazer, pois nem entimidade temos mais, uma vez por mes e olhe la, pois ele nao senti vontade eu que tenho que procuralo, sera qye e o crack que faz tudo isso ou ele e assim?

    ResponderExcluir
  51. Ola por hora me apresento como alisse no pais sas maravilhas, preciso de um conselho seu poly, como posso re achae no facebbook? A 1ano e 6 meses to casada com dependente e moramos em portugal, tenho sofrido o pão que o diabo amassa. Me ajude a me ajudar e ajudar meu marido. Preciso reaprender a viver sem ter que deixá-lo, ele e um homem bom, claro como todo pao duro português, mais tem um coração generoso e eu o amo muito. Desde ka sou grata por seus postes.

    ResponderExcluir
  52. Poli eu sofro muito. Não sei mais o q fazer. Desorientada com minha filhinha . Só sei chorar e tomar remedios pra dormir. Não consigo essa força q vc tá.

    ResponderExcluir
  53. Tirei o chapéu pra vc! Isso sim é companheirismo... fidelidade. Amor. Parabéns.. vcs juntos vão se recuperar dessa.

    ResponderExcluir
  54. Olá Polly....concordo como cada palavra e vírgula que escreve, meu marido é um facto há vinte anos lutando... há oito estamos juntos, temos uma filha e as recaídas têm sido mais contantes a cada ano que passa, sempre que acontecia me auto-engava com calmantes pensando que amanhã estaria tudo no lugar...hoje me deparo com algo novo dentro de mim...eu o amo,o apoio, porém a recuperação é exclusivamente de responsabilidade dele,a minha vida segue,meu trabalho, momentos de brincadeira com minha filha de 2 anos que antes eu abria mão e só fazia chorar e ela parecia entender toda situação onde tambem sofria junto comigo...meu marido é um homem trabalhador,muito carinhoso e dedicado comigo e minha filha...se é fácil ??? Não,nada fácil..humor que oscilante,pocessividade e insegurança que aprendi lhe dar, claro que não sou de ferro e também preciso muitas vezes me afastar respirar fundo pra não perder minha serenidade....vivo hoje um dia de cada vez,graças a Deus só por hoje existe o amanhã!!!!
    Beijos...

    ResponderExcluir
  55. Me ajudem n aguento mais viver essa vida!!!

    ResponderExcluir
  56. Namoro um adicto há oito anos q n trabalha, n tem responsabilidades e seus pais lhe dão tudo o q ele quer,enquanto n usa nada até q me trata bem...mas luto para q deixe esse vício e ele n larga n faz por onde usa todo dia e quando brigamos pq passou noites fora finge que nada acontece só q eu n consigo fingir, logo ele vai usar mais ainda desconfiando d mim já me agrediu,insinua q tenho outros ,me agride verbalmente tb,já passou a vender até as coisas d casa p usar e diz q eu sou a culpada pois ele n pode sr contrariado...n estou feliz e ele sabe me manipular muito bem brigamos bastante mas n consigo deixar...será q e amor ou doença? Por favor me ajudem!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei que não vai adiantar mais vou falar assim mesmo vc sabe que é doença mas não consegui se desfazer dele vc também é dependente dele emocionalmente por isso é difícil vc querer deixa-lo mais vai por mim vc vai sofrer mais casando com ele doque sofrer pq está longe dele.

      Excluir
    2. Eles não pensam na gente...Estou casada há 7 meses...com ele ..separei de um casamento de 17 anos por causa dele e hj ele foi embora e nem olhou p tras...😔

      Excluir
  57. Eu amo meu marido adicto. Há quinze dias escorreguei e cai. Me machuquei bastante. Nossas filhas me ajudaram a levantar e pegar o barco. Ele viu tudo e não me ajudou. Estou muito magoada. Não falo com ele desde então. No mesmo dia ele quis fazer as pazes sem se desculpar o falar do assunto. Agora parece com muita raiva.

    ResponderExcluir
  58. Eu amo meu marido adicto. Há quinze dias escorreguei e cai. Me machuquei bastante. Nossas filhas me ajudaram a levantar e pegar o barco. Ele viu tudo e não me ajudou. Estou muito magoada. Não falo com ele desde então. No mesmo dia ele quis fazer as pazes sem se desculpar o falar do assunto. Agora parece com muita raiva.

    ResponderExcluir
  59. Olá! Sou uma adicta em recuperação a muitos anos. Hoje ajudo as famílias que têm problemas de álcool e drogas com seus entes queridos. Me chame, eu posso te ajudar! Andressa, 11 99935-0662 whatsapp. Existe uma vida linda sem drogas! !

    ResponderExcluir
  60. Sou uma ex-usuária de drogas e álcool e estou em recuperação a muitos anos. Posso te ajudar se está com este problema na família! Me chame no whatsapp 11 999350662. Abraços e só por hoje!

    ResponderExcluir
  61. Olá! Sou uma adicta em recuperação a muitos anos. Hoje ajudo as famílias que têm problemas de álcool e drogas com seus entes queridos. Me chame, eu posso te ajudar! Andressa, 11 99935-0662 whatsapp. Existe uma vida linda sem drogas! !

    ResponderExcluir
  62. grampeei o celular de meu filho com o www.brunoespiao.com.br e descobri que ele estava usando drogas, depois de muita conversa consegui reverter essas situação

    ResponderExcluir
  63. Oi Poly.
    Estou fascinada com o Blog. O seu relato se parece com muitas de nos. Sou casada a 2 anos, meu esposo é adicto e recentemente se internou para tratar mais um processo de recaída. Passamos muitas dificuldades, tivemos que abrir mão da nossa moradia, fiquei gravida e ele recaiu e tudo desmoronou inclusive o financeiro. Hoje nosso bebê esta com 1 ano e 3 meses. Estamos lutando para terminar a nossa casa. Estou morando com meus pais atualmente. Meus pais não tem compreensão nenhuma da doença, e me julgam por eu ser psicologa e amar um adicto. AMO sim, ele compõe com minha vida em muitas alegrias e as dificuldades nos fortalece, ele nunca foi agressivo, mas em momentos tive que ser dura, e tive que deixa-lo passar por dor, sofrimento e constrangimento. Acredito todos os dias. So por hoje.

    ResponderExcluir
  64. Oi meninas, Poly parabens amo seu trabalho.
    Sou mulher de um adicto em recuperação que conhece o sofrimento e a alegria de viver na recuperação também.
    Quem quiser ajuda ou desabafar... querer AJUDAR Á SI MESMA. e talvez ter algumas respostas.
    Meu whats (65) 9 9242-6247
    Jéssica

    Já estive no lugar de quem precisa e fui ajudada.
    Ajudar nos Ajuda.

    ResponderExcluir
  65. oi poly. descobri que meu amado esposo é usuário de drogas e quando sai fica um dia e uma noite fora, volta acabado, antigamente costumava sair apenas uma vez no mês, essa semana passada saiu no sábado as 14:30 e voltou apenas no domingo as 15:30, já este final de semana fez de novo, saiu ontem sábado as 14:00 e até agora domingo 20:37 ainda não retornou, estou muito perdida será que pode me dar uns conselhos de como devo agir, até porque temos uma filha com 13 anos, está naquela idade de rebeldia, tento esconder ao máximo dela isso porque ela fica grande parte da semana na minha mãe, aí consigo enrolar um pouco, mas não sei por quanto tempo ainda vou conseguir esconder isso da minha família, me ajude por favor.
    obrigada
    sônia111

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No meu caso falar com minha família foi a pior coisa que fiz sempre fomos unidos e foi só eu falar no começo fingiram me apoiar depois simplesmente me abandoram.Na época pensei vou falar pra ter um apoio pq não tava aguentando tudo sozinha.Mas nada adiantou,so piorou pq agora além de eu ter esse problema minha família não liga mais pra mim por eles eu já devia ter separado.

      Excluir
  66. Me diz como ser feliz vendo meu marido se acabar nas drogas na sala da minha casa todos os dias,ele sem força pra sair dessa não querendo mais fazer nada da vida ir em lugar nenhum não convive mais com ninguém,nem comigo direito,vive isolado,sozinho e eu tendo que dar satisfação pra todo mundo de como ele tá se ele melhorou todo mundo me cobrando melhora,todos se afastaram nossos amigos,parentes estou sozinha sobrevivendo,mr sinto importante,sem rumo faço faculdade e não consego mais falar direito com as pessoas,so tenho uma amiga assim mesmo ela não sabe oque se passa comigo pq tenho medo que ela se afaste,Queria muito a vida que a gente tinha de volta mas vejo que cada vez está mais distante,ele melhora as vezes fica um mês sem usar e é um sonho vira outra pessoa,mais quando eu menos espero volta tudo,ja estou sem esperança e força pra lutar mais não gostaria de deixar ele sozinho estou junto com ele há 14 anos desde novinha foi meu primeiro namorado vivemos muitas coisas boas casamos depois de um ano de casado ele tem um grande baque no emprego dele que abalou totalmente o emocional dele,e tem dois anos que caiu nas drogas e não consegui mais sair...

    ResponderExcluir
  67. Olha lendo tudo isso fico muito triste pois vivo com uma pessoa que usa cocaína todos os dias e quando usa é outra pessoa.Ele é um ótimo companheiro mas quando está sobre o efeito da merda da droga não posso contrariar em nada que fica agressivo. Isso está me matando também. Penso em separação mas ao mesmo tempo tenho pena. Não desejo pra ninguém essa vida.

    ResponderExcluir
  68. Olha lendo tudo isso fico muito triste pois vivo com uma pessoa que usa cocaína todos os dias e quando usa é outra pessoa.Ele é um ótimo companheiro mas quando está sobre o efeito da merda da droga não posso contrariar em nada que fica agressivo. Isso está me matando também. Penso em separação mas ao mesmo tempo tenho pena. Não desejo pra ninguém essa vida.

    ResponderExcluir
  69. Sou DEPENDENTE QUIMICO EM RECUPERAÇÃO E LIMPO e também traços de codependente.
    hoje ajudo e tenho muita satisfação em ajudar quem precisa, famíliares de dependentes quimicos e de alcool, que tem duvidas, precisa de auxilio, desabafar, entender oque fazer nos momentos horríveis.
    Não importa se seu parente dependente é criminoso ou morador de rua, não se escondem por isso, isso não é vergonha para você, é mais um motivo para procurar pessoas que queiram te ajudar, estou querendo ajudar de coração, podem entrar em contato comigo. não estou aqui para julgar ou passar a mão na cabeça de adicto mas sim de ajudar ambos se precisar, sei como é dificil ser um adicto e ser codependente...
    OBRIGADO!!!

    fiquem com seu poder superior, e vivem só por hoje meus amigos!
    FELIPE WHATS (65) 9 9217-0248

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felipe o que eu faço o meu marido ele e dependente quimico a 13 anos estou com ele casada a 7 anos mas ele diz que nao prwcisa de tratamento que quando quiser ele para ele falou que usa pq gosta mas eu vejo que nao o que wu posso fazer estou perdida piis eu amo muito ele

      Excluir
  70. Vamos fazer um grupo no whatsapp para troca de informação. Se já existir algum grupo, me coloquem por favor! 021.98914.2577 Patricia.

    ResponderExcluir
  71. Li seu blog e achei incrível e interessante. Pois ninguém que casa com um dependente químico..vivo com um a 16 anos imagina oque já passei ..mas eu o amo ele é um ótimo pai.e responsável mas não consegui se livra desse vício até tentou .mas não consegue eu tento compreende..nao e fácil os outros só sabem criticar não se coloca nobluga do outro

    ResponderExcluir
  72. Oi, meu nome é Clarissa. Sou casada com adcto e realmente é muito difícil. Temos uma filha de 1 ano e eu o amo muito, muito mesmo! A parte de que mais me magoa é por ele mentir, sempre converso abertamente com ele e peço pra ele compartilhar tudo comigo, mas mesmo assim ele mente, prefere fingir um falso moralismo de que está limpo. Vejo todo dinheiro indo embora, ele pega até sem falar nada e quando vou pegar o dinheiro pra comprar algo o dinheiro não esta mais lá. Choro todos os dias, peço ele pra procurar tratamento e digo que não vou deixa-lo, mas ele não quer tratamento, diz que não precisa. As vezes tenho uma vontade de pegar minha filha e sumir, ele quase não dá atenção pra ela, diz se preocupar com ela mas n demonstra. Eu ja não sei o que fazer, preciso de ajuda ou vou acabar saindo fora desse casamento

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito dificil amiga...Estou qse saindo fora do meu porq ele me abandonou ....Foi pra cada da mae ...sendo q somos casados e fazem apenas 7 meses...se puder me chama no whats..ou no face...Ana Carolina Nunes.
      Estou desesperada tbem...
      Sofrendo muito

      Excluir
  73. Oi pessoal, tenho 26 anos, nnamprei quase 3 anos um usuário de cocaína! Graças a Deus escontrei esse blog, pois sei que não posso me abrir com ninguém próximo a mim, já que ninguém entenderia! Minha família desconfia, mas não tem certeza...faz dois anos e meio que comecei a namorar, sabendo que ele já tinha usado cocaína, mas estava 2 anos limpo e sem beber, porém, começou com mudanças de comportamento, me tratava mal sempre que contrariado, colocando em dúvida minha integridade e amor por ele! E notei que sempre que bebia, voltava do banheiro espirrando sem parar e com o nariz escorrendo...começamos a largar e voltar várias vezes e dessa última vez, ele acabou terminando comigo, e assumindo que realmente voltou a usar drogas! Ele nunca foi internado e ficou 2 anos limpo, mesmo assim ele é um adicto? Acredito que sim, pois disse que nao tem mais cotrole sobre si mesmo, consegui que ele procurasse um psicólogo e se apegasse a Deus, mas realmente não sei em que acreditar mais, ele me engana e se engana, disse qie terminou devido a muitas cobranças no trabalho! Me sinto mal, na obrigação de encontrar a cura pra ele e sei que só da minha parte não é possível, então fico frustrada e depressiva, querendo viver tudo que sonhei pra nós e com aquele homem que conheci, porém, mesmo separados, só quero que ele se liberte disso tudo! Queria saber como sei se sou codependente, e se tem algum grupo de desabafo pra esse tipo de pessoas! Obrigada!

    ResponderExcluir
  74. Oi ...desde que descobri que meu namorado era um adicto comecei a ler td a respeito e teus post me ajudou muito..porém infelizmente meu namorado nunca se ajuda...mentiu todas vezes q disse q tinha parado..me fez varias x ir com ele no seu psiquiatra...mas na verdade ele queria apenas rivotril de que é viciado tambem....ate que no natal ele pegou meu carro enquanto dormia e foi para uma boca de trafico....em uma cidade onde nao conhe iamos nada...mas ele achou...e la apanhou quase a morte...pois saiu numa fissura e misturou 10mg com rivotril....teve traumatismo craniano....nariz quebrado...facada...mao luxada.....enfim...foi a cena mais traumatica que vi....e eu fui procurar alguns numeros no celular dele dos familiares....e o que vi foi so decepção....descobri q qdo vinha embora da cidade dele...na mesma noite comprava cocaina...saias com meninas p cheirar.....cheirava ate no banheiro qdo eu estava la....foi uma decepção.....mas mesmo assim fiquei firme do lado dele....e que so recebi foi agressoes...humilhaçoes...com momentos de desculpas...te amo....pois sim...depois de td ele virava um amot....mas não aguentei aquilo....percebi que da mesma forma q ele pegou meu carro...poderia ter feito algo comigo....não me senti mais segura nesta relação.....minha experiencia nao foi boa...foi baseada na mentira em uma recuperação que nunca existiu...e mesmo depois de td este episodio..o mais triste foi ele nao se abalar...mentiu mais uma vez que ia mudar...mas temos amigos em comum que me contava q nada mudou....me afastei por amor....amor por mim e meus filhos

    ResponderExcluir
  75. Ola meu nome é bruna sou de sao paulo entao sou casada a 7anos com dependente quimico nao sei o que fazer porque eu nao aceito ele usando entao todos os dias ele chega louco eu brigo com ele ele.recusa em fazer qualquer tipo de tratamento pous diz que usa porque gosta porem quando ele quiser para ele para mas todo mundo sabe que nao enfim estou me sentindo impotente nao consigo terminar com ele mas sei que ele esta fazendo muito mal para mim piscologicamente entao vivo numa batalha todos os dias ele chega louco eu mando embora depous ele volta e assum vivemos mas eu sem essa doença setia um otimo marido pois quando nao esta drogado ou bebado ele é carinhoso faz tido por mim e minha filha que nem dele nao sei o que faço de verdade uma parte de mim quer ele longe e outra nao amo muito ele mas é dificil lida com isso me ajudem por favor.

    ResponderExcluir
  76. Olá,Poly!
    Estou casada com adicto e tenho medo do que possa acontecer. Ele ficou 3 meses internado em uma clínica,mas não quis continuar o tratamento. A um mês fora da clínica,teve a recaída que na atual situação até pedi o divórcio,mas sinto uma fracassada por não ajudá-lo. Tenho medo como já mencionado acima de ficar com ele e o mesmo sempre ter essa recaída. Ele largou o emprego e tudo que já ficava em minha responsabilidade,de fato agora ficará. Não sei o que fazer. Peço ajuda para saber tomar as decisões corretas.
    Agradeço!
    Abraços,
    Ellen

    ResponderExcluir
  77. Gostei mto sabe eu estou passando por dificuldade sou casada há 5 anos tenho 21 anos descobri que meu marido usa droga tanto que ele confesso, mais o problema e que ele bebe tbm é tem vez que ele bebe e usa sabe e ele sempre prefere os amigos dele essa semana dormi na casa dos meus pais por que meu filho tinha uma consulta na unidade de saúde cedo e eu moro longe e resolvi dormir na casa dos meus pais eu liguei da 10 horas da noite ate u1 da manha não me atendeu quando foi 5:30 me ligo falando pra mim ligar para o pai dele ir la em casa que ele saiu com um visinho nosso e que o carro acabou estragando pra pai dele ir la sabe eu tenho um bebe de 8 meses e ele saiu com esse homem bebeu e provavelmente usou drogas ele ultimamente esta bem agressivo e ele é novo sabe quando estava gravida ele me fez sofrer mto mentia pra mim e saia para as festas chegava 2 3 horas da tarde e eu toda vida perdoou mais estou cansada e To vendo que ele nunca vai mudar não sei mais oque fazer eu amo mto ele mais To sofrendo mto sabe estou desanimada por que toda vida preferiu só os amigos e eu e o filho dele ficam os como 2 opção oque faço estou perdida me ajudem

    ResponderExcluir
  78. Precisando de sua ajuda...me relaciono com ele tem quatro meses e por muito amor e pele resolvemos morar juntos.. .ele me dá muito carinho e muita atenção todos os dias mas quandonresove beber esquece do mundo e principalmente dele é vai atrás das drogas...essa é a terceira vez que me encontro sozinha em casa com um aperto enorme no meu peito sem saber o que fazer... me ajuda por favor

    ResponderExcluir
  79. Tem algo em ser esposa de um adicto q me surpreende, o fato de sermos totais desconhecidas mas em pouco tempo de conversa parece que nos conhecemos a mil anos... é uma identificação maravilhosa. E Somente nós que temos um dq em nossas vidas podemos dizer o quão é difícil o dia-a-dia, as batalhas, o convívio, o quão difícil foi chegar a está escolha de ficar e lutar com as nossas armas pelo q queremos. E só nós sabemos o valor da nossa vitória quando a conseguimos.
    Muito bom seu blog, parabéns pelo trabalho.

    ResponderExcluir
  80. Bom dia!
    Eu sou dependente quimico
    Sou casado a 10 anos e ja usava antes de me casar,munha esposa é do tipo tanto faz quanto fez a unica coisa que ela não gosta é wue eu use drogas com o dinheiro dela porém eu queria a ajuda dela.
    Hoje li um artigo muito bom e me senti motivado em parar fui mostrar pra ela e ela virou pro lado e dormiu sem nem fazer questão de ouvir ai eu fui na biqueira comprei um pó e usei e riz questão de deixa ela percebe ai ela levantou e falou um monte pra mim.
    Engraçado que ela tem sono pra me ajudar mais tem muita disposição pra briga.
    Eu tento parar de usar ai quando estou na abstinência ela vem querer brigar por merda as vezes por coisas que eu nem fiz e outras vezes ela me maltrata sem motivo algum fora as humilhações que sofro quando ela me chama de noia em alto e bom som pra todos ouvir.
    Não sei o que faço sinto que meu casamento ne prende as drogas pq vivo em uma zona de guerra todos os dias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amigo, fico triste em saber que ela não quer te ajudar, fico com esperanças que algum dia meu marido me peça ajuda e se mostre incentivado a parar, mas não desista de ficar limpo, sei que será mais difícil sem a ajuda dela, mas existem outras pessoas dispostas a te ajudar, existem grupos de apoios, cras , assistentes sociais, não desista, mostre a ela o quão forte vc pode ser, e consegui se livrar deste vicio, meu marido usa crack, tem dois meses que ele não está usando, mas está fumando maconha, espero que um dia ele consiga, vc também pode conseguir, por que vc não tenta conversar com ela, falar que vc quer parar, que mudar, pede uma oportunidade se ela te amar de verdade irá te ouvir, pois todas as vezes eu perdoo e confio de novo, acredito na mudança, tenha fé!!

      Excluir
  81. Pelo amor de Deus. Existe droga pior é mais devastadora q o crack. Será q há real possibilidade de sair dessa merda

    ResponderExcluir
  82. Oi Boa noite ,está é a primeira vez que leio um blog que aborde este assunto, é que me sinto tão cansada ,sou casada a 10 anos ,tenho 2 filhos um com 3 anos e o outro com 2 ,meu marido é viciado ou um adcito pra falar a verdade ñ conhecia esta palavra até hoje ,meu marido é uma otima pessoa ,bom pai bom marido ,quando ele está bem tudo vai bem ,mais quando ele ta mal tudo vai mal mais é mal tipo Ele perde o enprego ,temos que morar com parentes pq pagamos aluguel é desesperado, eu ñ entendo muitas coisas fico esperando que ele ñ vai fazer mais pq ele fica limpo por meses mais ai ele Tem uma recaída estou tão cansada ,com medo sem saber oq fazer ,como agir ñ queria me separar pois ele tem tantas qualidades meus filhos são tão apegados a Ele ,São tão pequenos presizao do pai por sera que vc pode me ajudar de alguma forma oq posso fazer

    ResponderExcluir
  83. Olá Poly, meu nome é Juliana, tenho 24 anos e sou casada a 6 anos com um dependente químico,a 2 meses ele não usa o crack,mas está usando a maconha diariamente,fico chateada pelo fato de ele não se esforçar a parar com tudo mas não forço a barra por que tenho medo que ele volte a fumar o crack que é mil vezes devastador, já perdi as contas de bens materiais que já repus em minha casa, ele disse que não vai mais usar o crack, mas é difícil acreditar, vivo com esta angústia dia a pós dia, não saio de casa pois sinto medo dele ter outra recaída com o crack,só eu estou trabalhando, pois com o vicio ele não está conseguindo serviço pois foi preso devido as drogas, faço de TD para ajuda-lo, mas me sinto infeliz,queria que ele largasse tudo para sermos completamente felizes. Não consigo me separar dele pois além de ama-lo mto, acredito que se eu deixa-lo ele pode se jogar de cabeça e acabar morrendo, não quero que isso aconteça,existe algum grupo de apoio on- line que posso participar, pois não tenho com quem conversar sobre este assunto, as vezes foi mto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. me manda um e-mail fernanda-milhomem01@hotmail.com

      Excluir
  84. OI Poly... Sou casada com um adicto também e me identifiquei em tudo que você escreveu faço das suas palavras as minhas. Nossa!!! Voçê descreveu com tanta, clareza, simplicidade e AMOR o que é ser esposa de um adicto e acima de tudo o que é ser uma mulher decidida e amada. Sou sua fã...

    ResponderExcluir
  85. Olá amigos, estamos com um grupo no whatsapp com diversas experiencias, pessoas que ainda usam drogas mas querem se livrar, e é uma oportunidade legal de conversar, desabafar, afinal é um espaço onde muitos estão na mesma situação e precisando de apoio, e outros que já passaram pelo vicio e estão tentando ajudar. Se quiser entrar no grupo é só acessar pelo link direto do grupo do whatsapp:

    https://chat.whatsapp.com/4iXzUWhSoPU2ZhrXWttpJP

    Esperamos vocês .. !

    ResponderExcluir
  86. claudia barbieri9 de maio de 2017 14:30

    POLY. SEM QUERER ACHEI SEU BLOG estou naqueles dias que vc procura ajuda de qualquer forma e dai apareceu seu blog. estou em mais uma face dificil da minha vida meu esposo e adicto estou casada a 10 anos e por incrivel que pareça hoje tem 3 dias que esta internado novamente. o problema dele é drogas como crack,cocaina e outras que aparecer e ainda tem o problemas com álcool luto com ele pois sempre estive ao seu lado, mas como vc mesmo disse tem dias muito difíceis pois não sou so eu e ele e sim meus filhos minha mae e eles não aceitam e não me querem com ele, mas o amo e fico entre a cruz e a espada. sinto pois sejo que ele esta se acabando e não posso mais fazer nada pra ajudar pois agora tem que partir dele, so deixo claro que estou ao seu lado pois ele ja ficou 30 dias na rua sumido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga me chama no face...Ana Carolina nunes

      Excluir
  87. Olá Poly tudo bem?
    Estou em um relacionamento há um ano amo muito meu companheiro, ele é usuário de cocaína, nunca escondeu de mim mesmo porque não conseguiria eu tenho um filho que também é usuário eu conheço bem sobre o comportamento de um usuário, mas meu companheiro não fica agressivo comigo, mas gostaria de ajuda para lidar melhor e gostaria de saber uma forma para ajuda lo .
    Por favor se puder me dar dicas eu ficarei imensamente grata!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  88. Quero apenas falar...
    Estou com meu Marido a 4 anos, casada e morando debaixo do mesmo teto a 7 meses.
    Não tem sido fácil, quando o conheci ele era usuário de cocaina. Éramos "jovens" nem tão jovens todos com responsabilidades mas infelizmente é comum um usuário nas rodas da faculdade. E lá estava ele, eu tinha um ex-namorado que também era usuário e várias vezes ele me trocou, fica a sempre no vácuo. Até que conheci meu marido, ele me perseguia e eu recusando já que já tinha passado por esse problema com meu ex. Até que sedi aos encantos dele, tudo aconteceu perfeitamente e quando começamos a namorar ele parou. Vivemos como casal perfeito, falavam em modelo de casal... Nos citavam, parceiro, amigo, amoroso para todas as horas. No dia do meu aniversário ele me pediu em casamento, ele me levou no restaurante mais caro da cidade, eu nem sabia como comia naquele lugar nem o que pedi. Mas foi perfeito, sai daquele lugar morrendo de fome e paramos no mc donalds RS RS
    Enfim desde então foi tudo perfeito, até que a mãe dele veio a falecer, aí começou às fugas dele (isso durante nosso noivado). Ele nunca se abriu comigo, mas eu me enganava dizendo ele vai parar, já parou antes eu me fazia de cega. Mas nunca tive dúvidas de que ele era perfeito, sempre o idealizei como outros falavam "casal mais completo" sabíamos tudo um do outro. Nos casamos e as fugas ficaram mais visíveis e eu fui ficando neurótica e deprimida afinal... aonde ele estaria até tarde.
    Após o dia das mães o primeiro sem a mãe dele ele se tornou um estranho, não me procura mais, não me toca mais... tem horas que sinto que sou um incomodo na vida dele. Afinal não a nada pior que a rejeição.
    Hoje fui atrás (ele nunca foi agressivo) e falei q só sairia de lá com ele. Fiquei 2 horas na frente do escritório dele... E ele não saia de lá me mandava embora. Eu achava que tinha mulher na história, mas não é e bendita que o dominou, o argumento dele e que isso está fazendo ele ver as coisas com clareza. Que ele está confuso com casamento. Então penso eu q estou fazendo mal a ele, meu ciúmes, minha insegurança, minha dor estão fazendo ir cada vez mais pro buraco.
    Então na discussão falei q iria embora e ele não deixou disse q ele não sabe se realmente isso q ele quer... Mas não propôs largar muito pelo contrário se trancou na sala, e posso escutar daqui as baforadas dele.
    Eu amo ele demais, esse cara que tá ali na sala não foi o cara que idealizei meu sonhos.
    Estou tão desgastada, tão machucada... que penso sinceramente em larga-lo. Só que aí vejo tudo o que já passamos, tudo o que lutamos, tudo q vivemos. E juras do casamento na saúde e na doença... eu acredito.
    o texto pode estar confuso, mas é um pouco da confusão dentro de mim.

    ResponderExcluir
  89. Olá! Encontrei pessoas com as quais me indentifico! Estava sem chão, desolada porque descobri a reacaída de meu marido e buscando consolo ou um norte na net encontrei esse blog! Parabéns! Continue ajudando as mulheres de adictos.

    ResponderExcluir
  90. Sou casada a 40 anos, tentando manter meu casamento por puro amor. Mais hj me vejo num beco sem saída, pois as drogas evoluíram mais do que eu imaginava. Ele tem dentro dele uma mistura de amor é ódio. Ele não quer ajuda não se acha doente ou dependente. Ele aos 62 anos eu aos 60. Decidi dar um tempo na vida dele várias vezes. E agora no dia de hoje mais uma vez. Entregando esse grande problema nas mãos de Deus. Acredito na recuperação , mas só se o adicto quiser. Tbm sou feliz pois tbm não necessito de ninguém pra ser quem sou, somente de Deus. Um abraço SMAA.

    ResponderExcluir
  91. Desculpa... respeito cada opinião formalizada,eu vivo isso,acho impossível manter um relacionamento com um dependente químico,meu marido fala a mesma coisa de mim para todos ( muito bem) isso é uma válvula de escape,para não querer sair dessa triste escolha, não acredito que alguém consegue ser feliz com uma pessoa que fica noites fora de casa sem dar notícias,uma coisa é aceitar a situação,e outra e colocar uma venda, gente o cara pode ser maravilhoso,trabalhador, carinhoso etc....mas isso não é o suficiente para se ter um lar feliz,meu marido por exemplo é um homem mt trabalhador, não deixa faltar nda dentro de casa,mas indiretamente a pessoa se torna inresponsavel,a partir do momento que usam intorpecentes,olha temos que dar a cara a tapa e ser realista AK,o meu marido me trai,me agride com palavras,menti,trambiqueiro, inresponsavel, desculpa isso que estou escrevendo e fato,e a realidade que vivo,cada um faz suas escolhas,eu escolhi viver só, porque pramim não dá, enquanto permitimos essa situação,eles(a) não pensam em mudar,o negócio é o seguinte não adianta brigar,perto dos filhos porque a tendência e piorar,eles absorvem TD isso,como constituir uma família padronizada tendo o cabeça da casa como exemplo, impossível.....quem usa drogas não param,podem dar um tempo,eu converso mt com meu marido,mas percebi que ele não quer mudar..... então a escolha dele e as drogas,portanto eu não posso aceitar ficar em segundo plano,sendo que eu coloco ele no primeiro,mas deixo AK um recado para as mulheres que estão vivendo a mesma situação,vou ser sincera eles não param, só dão um tempo,e outra acaba desgastando nossa vida dos nossos filhos,eu fico sem dormir quando ele não está em casa,isso é uma vida feliz? felicidade e deitar a cabeça no travesseiro é ter uma noite de sono tranquilo,gente para tudo tem geito,basta a pessoa querer se trata, principalmente espiritualmente,drogas e um espírito maligno que atua chamado Zé pilintra,onde destrói famílias em todos os aspectos,cada um faz e tem a sua escolha,eu fiz a minha viver em paz...nda dinheiro nenhum paga a paz.

    ResponderExcluir
  92. Gente usuários de drogas não param, só dão um tempo,parem de se iludir....a gente acaba pagando com eles as consequências,toma a tua cruz e anda...vamos ser feliz,querem viver nessa vida deixem eles viver, só acho injusto pagarmos o preço tão caro por uma pessoa que só trazem problemas,esse negócio que ele é bom,trabalhador, carinhoso um bom pai isso é conversa pra boi dormir,isso a maioria das mulheres usam como uma válvula de escape,esses adjetivos aí em uma pessoa está dentro da normalidade,isso não acrescenta valores em alguém, porque é usuário, peço desculpas porque sou realista,meu marido chega em casa depois de duas noitadas fora de casa,e ainda vem me agredindo comm palavras porque eu não faço comida pra ele comer,uma coisa é vc respeitar,amar,outra coisa é ser conivente com a situação,digo antes de vc sair pensa primeiro porque cada ação gera uma reação, não brigo, não xingou,converso mt com ele,eu não importo que ele vai beber e cheirar,mas perto de casa, porque some ,desaparece,aí eu fico noites sem dormir, nervosa, chateada,e acabo pagando o preço mt alto.gasta mt dinheiro,tira da mesa para curtir os rocks dele,as vezes,tô cansada disso, não muda isso é conversa....antes só do que mal acompanhada,eu não bebo, não fumo,sou cristã,falo pra ele eu estou saindo fora,ainda bem que Deus nunca desiste de ninguém, porque eu já desisti,chega de tanto sofrer,eu apenas resumi minha história,tenho 44 anos,acho impossível uma família ser feliz com.um.usuario dentro de casa,vou continuar orando por ele como sempre fiz,mas salvação e individual, abraços a todos fiquem na paz!!!!

    ResponderExcluir
  93. boa noite!!! estou passando uma dificuldade no meu casamento, meu marido é dependente químico, tenho um ano de casada e não sei que fazer. preciso de ajuda

    ResponderExcluir
  94. se alguem puder me ajudar ou compartilhar, experiencias me mande um e-mail. estou sem chão, não sei que fazer com vicio que meu esposo tem. fernandinha_milhomem01@hotmail.com

    ResponderExcluir
  95. ola tdo bem? vivo com um dependente tbem meu esposo, eu o amo muito,as vezes quando ele cai, eu acabo ficando com muita raiva e fico sem conversar com ele,sera que eu estou agindo certo, pois ele fora essa doença e o melhor esposo do mundo, carinhoso,amoroso,trbalhador,como devo lidar com isso?tbem tem a questao de um amigo dele que foi o que apresentou ele esse vicio que e so meu marido nao ter em casa ele salva ele,me da muita raiva,o que fazer com esse tipo de amizade?

    ResponderExcluir
  96. Em 2003 quando casei não sabia que meu esposo era usuário, em 2006 descobrir porque aí ele já conseguiu cumprir muitas coisas. Mudou muito. Em 2010 ele tentou tratamento mas só consegui ficar 4 meses e voltou tudo, em 2014 outra vez tentou tratamento e mais uma vez não deu certo, agora segundo ele quer deixar, porém toma remédios durante o dia, dorme até meio dia e a resto da tarde e noite é drogas. Não vejo muita coisa de verdades nele pois sei que o mesmo não o ama, não respeita a sua semelhança de Deus. Não cuida da esposa que Deus confiou nele. A Droga é coisa de quem não vive na presença de Deus, não obedece. Eu sofro muito com isso. Não temos filhos e ele sabe do sofrimento que está causando a todos, a moralidade, as amizades tudo isso está perdendo. Não viajamos mais, não namoramos mais. Não aconselho ninguém casar com alguém usuário.

    ResponderExcluir
  97. Que bom que encontrei vcs
    Me ajudem. ..me acolham...me abracem
    Poly vc revelou o que passo o que sinto. ..como dói
    Me ajuda....olha p mim
    Me ajuda a entender

    ResponderExcluir
  98. Oi Polly tudo bem ?eu tenho um marido adicto mais ele é a melhor pessoa do mundo me ajuda é carinho, trabalhador, o problema é as drogas mas eu tenho uma dificuldade imensa em entender essa doença não sei lidar com isso ele quer muito parar mas não ta sendo facil ele fica quase mum mes sem usar mais as vezes ele recai eu sofro muito me sinto culpada e muito trite gostaria e não tenho ninguem a compartilhar esta angustia e o problema dele pois a minhas amigas e familiares não sabem me sinto sozinha, agora por exemplo estou sozinha em casa não sei onde esta meu marido e estou muito triste....gostaria de saber lidar com isso mas não sei como não quero largar dele eu o amo muito e ele tambem me ama

    ResponderExcluir
  99. Olá Poly, Tenho um marido que faz uso da cocaína, ninguém da minha família sabe,somente da dele,as vezes me sinto sozinha por não falar nada pra ninguém, ele é uma pessoa maravilhosa,trabalhador e louco pra ser pai,ontem ele teve uma recaída, apareceu de madrugada,vendeu a jaqueta e o relógio para usar,senti o mundo desabando,como todas as vezes que ele usa,já pensei em me separar mas eu amo ele,e sempre penso que ele vai conseguir sair dessa,é muito cansativo principalmente por não conseguir me desligar. Sempre penso quando ele sai,se ele vai fazer algo,se ele vai voltar vivo,morto,enfim;não sei como ajudá-lo e como me ajudar a desligar.
    Sempre quando ele some fico num estado de nervos,está sendo muito difícil,mas agora lendo o que vc escreveu me sinto abraçada,pois sei que eu não sou a única,e que "sim"é possível esse casamento.
    Não quero nem vou desistir,mas preciso aprender com vc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos juntas nessa !
      Eu me sinto da mesma forma, e tambem, ninguem da minha família sabe. Se o amor é de verdade, ele supera, um dia de cada vez!
      Muita força e muita luz pra ti <3
      Beijos Carla

      Excluir
  100. Olá! Meu marido é viciada em cocaína e não sei mas o que fazer para ele pára, isso não mim prejudica ele é um bom marido mas sei q ele está acabando com a vida . Á cocaína está deixando ele fora de sim quando ele usa e to comendo q um dia ele faz uma besteira. Como posso ajudar ele?

    ResponderExcluir
  101. Olá me identifiquei bastante com seu post. Meu marido usa cocaina a 3 anos
    Esta indo a psiquiatra tomando remédios. Mas ele só está piorando. Não está indo mais trabalhar usa maior parte em casa. Temos duas crianças. Estamos brigando muito. Eu comecei agora com a terapia. Mas não está fácil. Ele não está conseguindo parar. As veses digo que vou embora se ele não lutar. Mas não quero ir. Nem quero deixar ele. Não sei omo ajudar ele. Mas apesar de todo o uso, não sou infeliz. Brigamos por causa do uso. Dele não conseguir. Nesse aspecto tá difícil. Mas ainda somos capazes de sentar e rir juntos de uma piada. Só queria que ele parasse. NÃO SEI SE EXIJO DEMAIS DELE. Gostaria de ajuda

    ResponderExcluir
  102. Meu nome é gina e eu quero compartilhar esse meu testemunho ao mundo. Eu estava em um relacionamento com um homem e nós amamos e cuidamos um ao outro por 3 anos. Vivíamos felizes até encontrar uma mulher estranha e seu comportamento mudou totalmente. Essa mulher fez todo o possível para dominar meu homem. Eu chorei o tempo todo e implorei que pensasse em quanto tempo estamos juntos, mas ele foi levado pela luxúria da outra mulher. A situação piorou na medida em que queria tomar minha vida porque estava frustrada. Eu entrei em busca de ajuda on-line e tudo o que recebi foi falsos médicos espirituais e profetas que levaram meu dinheiro em nome para me ajudar a recuperar meu amante. Eu estava confuso e não sabia o que fazer de novo. Neste dia fiel, encontrei o médico uzoya cujo e-mail é, druzoyaspiritualtemple@gmail.com. Que prometeu me ajudar a recuperar o meu homem, mas temia que ele também fosse falso. Eu mais tarde acreditei nele quando ele me contou tantas coisas sobre mim e meu amante e tudo o que estava acontecendo. Ele me disse que a outra mulher usava o charme para arrumar meu homem e por isso meu amante me odiava tanto. fiquei chocado. Ele me disse para comprar um espelho e uma vela e ele também comprou alguns itens que ele disse que usarão para preparar um feitiço para mim. Eu acreditei nele e fiz tudo o que ele me pediu para fazer. Depois de 3 dias, meu homem veio à minha casa para me implorar o perdão e ele disse que não estava nos seus sentidos certos, por isso ele me odiava. eu estava surpreso. Ele me comprou tantos presentes para me implorar e nos reconciliamos e agora estamos felizes juntos novamente. Dr uzoya é o único verdadeiro conjurador de feitiços que pode ajudá-lo a resolver seus problemas conjugais e de relacionamento. Seu e-mail é, druzoyaspiritualtemple@gmail.com. Entre em contato com ele hoje e todos os seus longos sofrimentos e problemas acabarão finalmente. Obrigado a todos

    ResponderExcluir
  103. NÃO SEI O QUE FAZER POIS MEU MARIDO E DEPENDEDE QUIMICO E ALÉM DISSO ELE TOMA CACHAÇA E EU NÃO SEI O QUE FAZER POIS TEM VEZ QUE ELE SOME E FK UMA OU DUAS SEMANAS FORA DE CASA ELE FALA QUE VAI FIM E SOME E QDO VEM NÃO ME FALA NADA, NÃO ATENDE O CELULAR,MENTI PRA MIM FALANDO QUE VAI SAIR DESSA E NÃO SAI, NÃO COMPRA NADA PROS FILHOS E NEM ME AJUDA DENTRO DE CASA . GOSTARIA DE SABER O QUE FAZER A RESPEITO DISSO POIS EU ADORO ELE

    ResponderExcluir